Convite a quem nos visita

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Morreu a irmã Emmanuelle

Irmã Emmanuelle, uma freira que viveu durante anos junto os catadores de lixo do Cairo e já foi comparada a Madre Teresa de Calcutá, morreu nesta segunda-feira, aos 99 anos. Costumo dizer quando morrem pessoas deste calibre, amigos dos sem sorte neste mundo, que os pobres ficaram mais pobres. A irmã Emmanuelle situa-se na estirpe dos grandes profetas do nosso tempo, está na linhagem da Santa Madre Teresa de Calcutá, porque ambas apaixonadas pelos indegentes deste mundo. No fundo com a morte destas figuras iluminadas não só perdem uns, mas todos nós, o mundo inteiro fica mais pobre. Porém, a lei da vida funciona assim. Não há como escapar a essa fatalidade. Por isso, somos todos convocados a cumprir o nosso papel neste mundo. A irmã Emmanuelle foi uma Apóstola à maneira de Jesus Cristo, nunca se cansou de desafiar a Igreja toda com a sua palavra e o seu exemplo. É dela que se sabe sonhadora e militante de uma Igreja «serva e pobre». Não pode ser mais pertinente este desafio para todos nós Igreja, porque num mundo onde se prova agora que o dinheiro não passa de uma invenção virtual e um jogo de incertezas, a sua palavra e exemplo vêm dizer-nos que o valor do amor aos mais pobres é o único caminho de felicidade e que nenhuma riqueza trará felicidade se não estiver ao serviço do bem para todos. Nisto a nossa Igreja pode, se tiver vontade, ser um exemplo muito grande.

Sem comentários: