Convite a quem nos visita

quarta-feira, 22 de julho de 2009

A surpresa sobre a alimentação

Impressões do dia 22 de Julho de 2009 (Cáceres, Marvão e Castelo de Vide)
Para hoje não se pode dizer muito. O dia passou-se mais em viagem de Sevilha, Espanha, até Castelo de Vida, Portugal. A impressão mais forte prende-se com o facto de termos chegado novamente a terras de Portugal. É sempre bom regressar. Porém, sem antes saborear pela última vez nesta viagem uma boa refeição espanhola – alguns pensarão logo, que em Espanha nunca se come bem – também eu pensava assim, não só pensava, bem como, já tinha experimentado muitas vezes. Desta vez estou deveras impressionado com a comida. Algumas vezes até comemos pior em Portugal, o Algarve é um exemplo.
Em Espanha, surpreendentemente, serviram-nos boa comida, razoáveis pequenos-almoços, um buffet avantajado e com muita variedade. Os almoços, como eram livres, podíamos apreciar a comida típica de cada lugar. Deste modo, cada um comeu o que lhe apeteceu. Quanto a este aspecto estou deveras surpreendido, até cheguei a comentar com algumas pessoas esse facto, alguém rematou que pode ser efeito da crise, se assim for, pois bem, bendita crise.
Saliento também a emoção de estar de novo no nosso país. A oportunidade de revisitar o Marvão é sempre mais um ponto interessante. É belo subir a encosta e começar a contemplar aquela crista rochosa a tocar o céu, lugar de defesa do povo que a custo sempre procurou proteger-se o quanto mais possível na bruma dos tempos. Pensar isso é extraordinário e faz bem ao sentido patriótico que cada um deve alimentar com muito carinho.
Esta noite dormimos em Castelo de Vide.

Sem comentários: