Convite a quem nos visita

sábado, 3 de julho de 2010

Outro mundial que ninguém quer ver

África e o futebol: um relato de paixão, pobreza e criatividade Jessica Hilltout percorreu dez países do continente africano para documentar a paixão pelo o futebol, ainda que por vezes seja impossível o acesso a coisas tão elementares (para as sociedades ocidentais) como uma bola ou um par de ténis.
“Cada bola era para mim uma pequena joia”, refere a fotógrafa belga de 33 anos, acrescentando que muitas vezes são as crianças da criação destas peças de artesanato.
No livro de notas das duas viagens, a autora refere que não há nenhuma povoação em África que exista em futebol. “É a única actividade que não custa nada”, explica: “As bolas são feitas à mão, há sempre por perto um terreno relativamente plano; a madeira fornece os postes para a baliza”. “Todas as pessoas que estão na sombra do campeonato mundial [de futebol] serão as estrelas deste livro”, escreve Hillout, sublinhando que o seu álbum “não é só sobre futebol ou sobre África” na medida em que procura “captar a beleza e a força do espírito humano”.
Nota da redacção: Eis outro mundo, que passa ao lado, muito ao lado, da sujeira dos negócios do futebol rico da FIFA, dos grandes clubes europeus e outros. Este é o «mundial» que ninguém quer ver.

2 comentários:

Maria disse...

Padre José Luís,
Concordo plenamente com a nota de rodapé. Até quando, continuaremos a viver assim? Sem comentários...
A paz do Senhor
Maria

3RRR (Henrique Freitas) disse...

O futebol de sonhos, que não é o da FIFA, mas de longe mais genuíno onde atrás de uma bola disforme está a imaginação e o trabalho de uma criança.