Convite a quem nos visita

sexta-feira, 4 de março de 2011

Não entendo

Não entendo.
Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender.
Entender é sempre limitado.
Mas não entender pode não ter fronteiras.
Sinto que sou muito mais completa quando não entendo.
Não entender, do modo como falo, é um dom.
Não entender, mas não como um simples de espírito.
O bom é ser inteligente e não entender.
É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida.
É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice.
Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco.
Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.
Clarice Lispector
Nota do autor do blog: Também não entendo o Mistério. E isso basta...
Imagem do blog de Aldina Duarte

2 comentários:

CYWMARA WADISQUY disse...

oiee \o/

temm um presentinho pra vosmece no meu bloggg

XEROOOO

http://cywmara.blogspot.com/2011/03/pessoas.html

tukakubana disse...

Nem sempre é preciso entender. Por vezes, teremos de aceitar primeiro, para entendermos depois...mistérios que, felizmente, existem.