Convite a quem nos visita

terça-feira, 22 de março de 2011

PEQ 1 = Plano Espiritual para a Quaresma

I
Prece
Senhor, Tu enviaste o Teu Filho
para "cumprir toda a justiça". Ele proclamou bem-aventurados
os homens e as mulheres empenhados
em que haja justiça para todos.
Pôs a lei ao serviço das pessoas
e não quis tornar o homem escravo da regra.
Pai justo e Deus da justiça,
nós, homens, criámos um mundo
de leis injustas, partilhas injustas.
Os pobres, os deserdados, os explorados
ficaram sempre com a pior parte na partilha.
As injustiças têm nome:
fome, dor, analfabetismo,
Desemprego, crianças sem pátria,
homens e mulheres sem terra e sem tecto.
Senhor, que chegue o Teu reino e a sua justiça,
para que saltem de júbilo:
Os que choraram lágrimas de rebeldia
sob o pé injusto dos poderosos.
Os povos explorados e as suas gentes
a quem temos negado o pão e o sal
na mesa comum preparada por todos
e por Ti generosamente abastecida.
Senhor, só cessará a fome de pão,
de igualdade, de humanidade e de cultura
quando os famintos e sedentos de justiça
saciarem a sua fome e sede e fiquem fartos.
II
“Bem-aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia”
Os que compreendem e perdoam de coração as falhas dos outros.
Os que estendem a mão ao abandonado,
ao pobre, ao doente e ao que sofre.
Os que respeitam o ignorante, o idoso, o deficiente, o drogado…
Os que se pegam mais ao que nos une do que ao que nos separa.
Os que rezam com sinceridade:
“… como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”
Os que compreendem e perdoam de coração as falhas dos outros.
Os que estendem a mão ao abandonado,
ao pobre, ao doente e ao que sofre.
Os que respeitam o ignorante, o idoso, o deficiente, o drogado…
III
Para recitar
Pai de misericórdia que salvas todas as dores, escuta os gemidos dos homens que Te clamam com um choro tão profundo. Pai bom e acolhedor, que perdoas as minhas culpas e os meus erros, escuta a minha humilde prece e concede-me o Teu perdão. Pai amoroso e optimista, que, apesar de todos os nossos males, confias em nós e nos dás a conhecer a alegria que nasce da conquista apaixonada da justiça. Já conheces as minhas condenações, já conheces a minha impaciência e a minha intolerância, vem salvar a minha impotência e animar a minha esperança. Já vives no meu coração debilitado e sofres com o meu pecado constante, enche-me do teu amor e dá-me forças para lutar. Já choras as minhas dores e doem-te as minhas maldades, deixa-me partilhar os suores e as penas dos peregrinos. Pai bondoso, que sempre nos dás oportunidades, torna o nosso coração generoso para que sempre comecemos a caminhar…

2 comentários:

tukakubana disse...

adorei este PEQ. È sempre bom "ouvir" outras vozes para além da nossa, outras sensibilidades, outras verdades...Obrigada Amigo.

Manuel Filipe Santos disse...

Adorei e partilhei!
Muito obrigado,
Filipe.