Convite a quem nos visita

sexta-feira, 18 de março de 2011

Pequeno ensaio para a via-sacra

Dirigindo a Deus a seguinte prece:
Senhor, Tu és o Deus justo e amas a justiça. Que busquemos, antes de tudo, a justiça, a justiça do reino,
seguros de que tudo o resto nos será dado por acréscimo.
Que sejamos homens e mulheres com paixão pelo respeito ao direito
das pessoas e dos povos,
pela justiça na partilha dos bens,
nas leis que regem as relações com os povos nas pessoas responsáveis
que os poderosos não esmaguem os humildes. Senhor, que os nossos egoísmos
e os nossos interesses pessoais
não afoguem a fome e a sede de justiça.
"Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque serão saciados"
Os que não pactuam com nenhuma mentira,
venha ela donde vier, nem se deixam subornar.
Os que não toleram que outros vivam na miséria.
Os que sempre e em toda a parte são honrados
e não permitem o roubo camuflado.
Os que não fazem discriminação de pessoas pela cor da pele, sexo, credo ou situação social.
Leitura para meditação: Is 58, 6-11
"O jejum que eu aprecio é este - oráculo do Senhor Deus: Abrir as prisões injustas, desatar os nós do jugo, deixar livres os oprimidos, quebrar toda a espécie de jugo; repartir o teu pão com o esfomeado, dar abrigo aos infelizes sem asilo, vestir o nu e não desprezar o teu irmão. Então a tua luz surgirá como a aurora e as tuas feridas não tardarão a cicatrizar-se; a tua justiça irá diante de ti, e a glória do Senhor atrás de ti. Então invocarás o Senhor e Ele te atenderá; clamarás e Ele dirá: Eis-me aqui! Se tirares da tua casa a opressão, o gesto ameaçador e o falar ofensivo; se deres pão ao faminto e saciares a alma do pobre, a tua luz brilhará na escuridão e as tuas trevas tornar-se-ão como o meio-dia. O Senhor te guiará constantemente, saciará a tua alma no árido deserto, dará vigor aos teus ossos e serás como um jardim bem regado, como uma fonte de águas inesgotáveis. "
Oração final:
Dá-me, Senhor,
a fome de Ti e a sede da Tua Palavra
para saciar outras fomes e matar outras sedes,
para que a justiça, a Tua,
se aninhe no meu coração
e dirija os meus passos e as minhas fomes.

Sem comentários: