Convite a quem nos visita

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Uma parábola

Um certo dia corria pela rua abaixo um velho, um rapaz e um burro. As pessoas nas bermas da rua escarneciam do velho e do rapaz porque não montavam o burro, preferiam andar a pé e não aproveitavam o meio de transporte que tinham à mão. Perante o escárnio do povo o velho resolveu montar o burro, as críticas foram certeiras contra o velho que não tinha dó de um rapaz tão novo que obrigava a andar a pé. Aos olhos do povo este velho era mesmo bárbaro porque não se compadecia do pobre rapaz.
As impiedosas críticas fizeram o velho descer da montada e colocar em cima do burro o rapaz. As críticas das pessoas não se fizeram esperar. Um pobre velho, que vergado ao peso da idade vê-se obrigado a caminhar a pé e o miúdo com perna nova monta o burro sem educação nenhuma com gozo sarcástico contra um pobre velho. Um absurdo nunca visto.
Diante dos comentários o velho e o rapaz resolveram montar os dois o burro. As pessoas agora comentavam, coitado do pobre animal que carrega dois malandrecos que não querem andar a pé. Isto é um abuso sobre um pobre animal que merece também alguma consideração, pois, nunca deviam colocar-se os dois ao mesmo tempo sobre animal indefeso.
Nada a fazer, o melhor seria descer do burro e andarem os dois a pé. Mas parece que não terminaram os comentários e de seguida diziam. Burros são estes dois que têm diante si um meio de transporte e andam a pé. Como será possível que não percebam que o burro que caminha com eles é um animal jovem e robusto com corpo suficiente para transportar bastante carga. Há gente mesmo muito burra que não sabe aproveitar as coisas boas da vida.
Cada um que tire a devida lição da parábola.
Eis as história educativas da nossa infância...
Imagem Google.

Sem comentários: