Convite a quem nos visita

sábado, 17 de setembro de 2011

O voo da águia

..
À procura de uma raridade,
de uma força de coração e de paz e de espírito,
todos os meus convidados falaram com suspiros desesperados
a tentativa de chegar a onde a águia voa.
..
Vivendo uma vida de mera existência,
enfrentando fracassos e muita resistência,
descobri que o ódio ri e o amor chora,
à procura de onde a águia voa.
..
A minha viagem trouxe-me a lugar estranho,
onde sou forçado a enfrentar todos os meus medos,
mas aqui descobri, nos céus frios de inverno
que é na minha alma que a águia voa.
..
Atrás destas paredes, com as portas de ferro bem trancadas,
fecho os olhos e desfruto o voo,
pairando acima dos picos das montanhas,
chegando onde a águia voa.
.......
Jonathan C. Boyer, 6 de Janeiro de 1992
.......
Nota: Tomo este poema como escudo protector do ruído eleitoral que se advinha. Faço desta mensagem o meu programa eleitoral, porque me alimenta espiritualmente e dá-me força para enfrentar os desafios da vida. Tudo o resto não passará de poluição sonora e puro engano, mentiras e falsas promessas. Nesta hora pretendo concentrar-me no essencial, no centro que comanda a vida, o sonho e esperança.

Sem comentários: