Convite a quem nos visita

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Que ideia fazes de Deus?

Alguns pensam que ter fé é acreditar em coisas que não se entendem. Então, a fé seria uma espécie de castração mental, um decapitar-se, intelectualmente. A Fé é confiar numa Pessoa. Mas tentar "dizer" Deus ou "provar" a nossa fé seria um esforço inútil; pois, o Deus que "se diz" não é, certamente, DEUS. Só Ele Se pode dizer. Podemos ter sentimentos religiosos ou desfilar dentro de nós todos os deuses do Panteão, adornar de "estatuetas" todo o nosso interior. Apenas serão altares erguidos às projecções de nós mesmos. A nossa fé é um Dom de Deus que nos permite acolhê-LO, em Jesus Cristo. Um Deus vivo, pessoal, que nos ama, nos apela e interpela. Que ideia fazes de Deus, perguntaram ao nosso poeta António Correia de Oliveira. E ele respondeu, em verso, a impossibilidade de dizer o que a sua alma continha.
...
E perguntais-me que ideia faço
De Deus na Criação? Sei lá que ideia!
(Invocai-O… que sombra se incendeia
em vosso olhar de dúvida e de cansaço!)
Talvez ao Seu poder, no infinito espaço,
O mundo seja um pó que revolteia;
Talvez esteja neste grão de areia
Que em meu caminho piso e despedaço
Que ideia de Deus? Sei lá… nenhuma!
Perguntai vós ao hálito da espuma
O que entende do mar: se O sente e O vê…
Amo-O, pressinto-O, e mais não sei. Quem ama
Responde, não pergunta. É como a chama:
Sobe, alumia, sem saber porquê!

Sem comentários: