Convite a quem nos visita

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

O chamamento

Comentário à Missa do próximo Domingo
15 de Janeiro de 2012
Os textos da missa deste domingo, falam-nos da disponibilidade para acolher os desafios de Deus e para seguir Jesus.
A primeira leitura apresenta-nos a história do chamamento de Samuel. O texto reflecte que o chamamento é sempre uma iniciativa de Deus, que vem ao encontro de cada pessoa, chama-a pelo nome e convoca-a para uma missão. A cada um é pedido que coloque a sua vida ao serviço dos desafios de Deus. Escutar a voz de Deus, será sempre uma certeza de felicidade e de realização da vida em favor do bem para todos. Os nossos tempos precisam de muita gente que se deixe levar pelo desejo de Deus, que sonha com um mundo mais justo, mais fraterno e mais de acordo com a verdade que faz da vida um bem extraordinário e não um fardo provocado pela injustiça, pela ganância e pela violência da mentira que destrói as pessoas, as famílias e as sociedades.
Somos chamados a ser discípulos. Quem é o discípulo? - É aquele que reconhece Jesus que «passa», o Messias libertador, que o admira e o segue com todas as forças e convicções. A partir daí envolve-se na vida e no mundo numa luta constante contra tudo o que ponha em causa o Reino da amizade e fraternidade proposto por Jesus.
Por isso, segundo São Paulo, no crente que vive em comunhão com Cristo deve manifestar-se sempre a vida nova de Deus. Este que radica a vida em Jesus, deve procurar banir de si hábitos e atitudes desordenadas que ferem a dignidade de si e dos outros. Nesta perspectiva, o mundo tornar-se-ia beleza e bondade, porque, os cristãos, em primeiro lugar, seriam esse sinal no meio da massa.
José Luís Rodrigues
Imagem Google...

1 comentário:

Graça Pereira disse...

O amor de Deus é extraordinário..."precisa" do homem e chama-o para colaborar consigo no seu projecto... As "minhas" crianças gostam muito da passagem de Samuel e contam-na perfeitamente, com conclusões acertadas já delas.
Uma delas, muito novito, é acólito há mais de um ano e o povo delicia-se a vê-lo tão pequeno a cumprir tão bem as suas funções.
Disse-me :catequista eu ouvi a voz de Deus! Penso e rezo que sairá dali um sacerdote.
Bj e bom fds.
Graça