Convite a quem nos visita

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Que dirão os mais papistas que o Papa

Belo exemplo do Vaticano para mostrar aos travões papista que varrem a Igreja Católica entre nós, que excessivamente zelosos vaão travando a criatividade e com isso promovendo o devocionismo clericalista. A cultura em geral e o desporto, domínios tão importantes da vida humana hoje estão totalmente esquecidos entre nós na acção pastoral da Igreja... Fica este exemplo para calar meia dúzia mais papista que o Papa.

Conselho Pontifício da Cultura
Vaticano apresentou novo departamento dedicado ao desporto

O Vaticano apresentou esta quinta-feira o Departamento de Cultura e Desporto, que a Igreja Católica encara como oportunidades de diálogo com a juventude e com os não-crentes.
A estrutura, que se insere no Conselho Pontifício da Cultura, foi constituída em dezembro de 2011 pelo presidente deste organismo, o cardeal italiano Gianfranco Ravasi.
O desporto, «tão importante na vida humana, merece ser estudado, analisado, compreendido e valorizado, para responder a duas grandes questões: O que é que o desporto tem a dizer à Igreja? O que é que a Igreja tem a dizer ao desporto?».
«É este o sentido da análise cultural que o Conselho Pontifício tem como missão, em vista de um discernimento, ou seja, compreender para poder evangelizar», assinala o texto, acrescentando que a cultura não se evangeliza de fora mas dentro do seu coração, dentro de cada fenómeno cultural».
Os principais objetivos do departamento são os seguintes:
- Promover o encontro entre a mensagem salvífica do Evangelho e o mundo do desporto, para que este se abra sempre mais à fé cristã, criadora de cultura e fonte inspiradora de ciência, literatura e artes;
- Favorecer a utilização do desporto como recurso educativo e instrumento de desenvolvimento cultural dos povos;
- Estreitar, juntamente com outros departamentos da Santa Sé que trabalham neste setor, relações com os organismos internacionais do desporto e com as associações católicas desportivas;
- Facilitar o diálogo Igreja-desporto a nível das universidades, centros e organizações desportivas, e promover encontros relevantes com esses mundos culturais.»

Sem comentários: