Convite a quem nos visita

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Da água viva para a vida


Os barcos são um encanto que baloiça na crista
Desta onda de pensamento que as palavras ditaram
Para uma luz artificial pela força da noite
- Esta noite que sinto e vejo na linha do horizonte.

Porém o quadro sobre a tela desta marcha
Pintou-se num azul ondulante que mais dizia
Da generosidade que neste dom sublime
Deus desvela a ternura de uma paz em viagem
- O calor de um abraço veio serenar o sentido.

Todos viram as luzes ou os campos das flores
Porque de mais ninguém se pode esperar
Uma amizade se a vertigem do abismo verte o medo
Já não conta senão a alegria de sair daqui
Ao encontro da festa que esta fé sabia lá longe
- No porto seguro que o fio do horizonte esconde.

Porém sei dessa certeza que não me abate
Mas se eleva comigo em nós todos
Até ao fim nesse tempo da gloriosa libertação
- Que desembarco no enlace do mistério.

Mas agora deixemos seguir no chão da água viva
Que em sacramento brota da fonte
E quem diria que do caminho se mata a sede
- Quando bebes do cálice a incolor salvação.

Água que se transforma em vida
Na vida que jorra na densidade da água.
José Luís Rodrigues

Sem comentários: