Convite a quem nos visita

sábado, 1 de dezembro de 2012

Jogo de espelhos


Dizer em poesia...
Um reflexo naquele instante de paz
Como em relâmpago soberbo
Que se pode ver no clarão da verdade
Quando se sente a voz sublime.
E porque não diz mas oferece
Eternamente hora a hora
Nos dias calmos do imenso céu
O ser que a luz revela
Na sabedoria do reflexo.
- Eis o jogo seguro do meu saber!
José Luís Rodrigues

Sem comentários: