Convite a quem nos visita

domingo, 7 de abril de 2013

Francisco o que está para além do nome

por José Luís Rodrigues, crónica publicada na secção
«Sinais dos Tempos», Dnotícias, 07/04/2013
Bastou que na sacada do Vaticano aparecesse um Papa despido de todas as vestes simbólicas do poder absoluto e imperialista do papado e que soubéssemos do nome, para nos lembrarmos de São Francisco de Assis. Aquele jovem do séc. XII, que se despe no meio da praça contra o seu pai, um dos grandes capitalistas da cidade de Assis. Bastou isso. O que é bastante. É um gesto enorme, que revela um programa, uma vida inteira e um futuro para a Igreja que nunca será como tem sido até agora.
Dirão alguns. Mas, o restante que tanta luta e debate tem gerado no interior e fora da Igreja Católica? As questões fraturantes, como se diz agora?
Seria pura ingenuidade querer que um Papa, por mais que desejasse, desde logo encontrasse para todos os problemas solução cabal e que fosse uma resposta de acordo com o desejo de cada cabeça. Até porque algumas dessas questões merecem estudo profundo de especialistas e para algumas outras questões nem a Igreja Católica nem a sociedade está devidamente preparada para acolher para já uma solução como vão alguns juízos concebendo.
Assim sendo, resta salientar que bastou ver, mesmo que muitos digam que seja pouco, o Papa que ostenta o nome daquele que abdicou do cómodo capitalismo paternal e se despoja radicalmente diante dos poderes de uma Europa que nadava em luxo, cujo exemplo maior é o da Igreja Católica na pessoa do Papa Inocêncio III. Os povos da Europa mergulhavam na tragédia da pobreza e morriam miseráveis com a peste e as desigualdades capitalistas que então emergiam em força.
Hoje, os povos mergulham na pobreza e na orfandade, não têm referências quanto às lideranças, porque as que existem não sabem o que é a ética e o bem comum. Estão para governar contra os povos, a favor de interesses obscuros, votados à exploração dos pobres em nome de um neoliberalismo desumano que não vê senão em frente contra a justiça e contra o bem-estar dos povos.
Dante Alighieri disse que São Francisco de Assis foi uma «luz que brilhou sobre o mundo». O Papa Francisco, também é uma referência, um amparo para os pobres deste mundo, um desejo que ele seja uma voz, um apelo a toda a Igreja para que se faça pobre ao lado dos pobres. É isto que importa salientar com veemência. A Igreja da ternura e da bondade, sem medo.
O Papa Francisco está a dizer à Igreja e ao mundo, que a lógica do poder quando não é serviço não serve para nada. Todos nos impressionamos e comovemos com um Papa, coisa rara, vergado diante da multidão a implorar a bênção antes de abençoar, um Papa que humildemente pede que se reze por ele e que se tenha lembrado do seu antecessor como bispo emérito de Roma e que nos tivesse posto a rezar um Pai-nosso e uma Ave-maria. Um Papa que é um como nós, um irmão entre irmãos, porque a palavra mais forte que fica da sua primeira aparição como Papa na sacada do Vaticano é a palavra fraternidade. Todas as cerradas regras de segurança são quebradas para se dirigir ao encontro das pessoas.
O Papa Francisco é esta «luz» que os povos deste mundo precisavam, particularmente, todos os espoliados, os pobres e os mais fracos espremidos nas mãos de governos de hoje completamente irresponsáveis.
A ter em conta todos estes primeiros sinais do Papa Francisco, mesmo que ele não faça mais nada - o que não creio que um homem deste calibre nos deixe de nos desconcertar permanentemente -, a meu ver já fez muito e mostrou que tantas coisas que pareciam intocáveis quanto ao Papado, afinal, podem ser abolidas, basta que se assuma tudo aquilo que faz das pessoas verdadeiros gigantes: a ternura, bondade, a humildade e a simplicidade.

1 comentário:

Movimento Deus Diz Basta! Fim do Celibato Já! - Campos de Sousa disse...

O FIM DO CELIBATO(obrigatório)É POSSÍVEL - Uma carta de amor aos sacerdotes católicos romanos!

ESCREVEMOS A ESTES SANTOS EM CRISTO QUE, EMBEVECIDOS, ENVOLVIDOS E DOMINADOS PELA INABALÁVEL E INDESTRUTÍVEL FORÇA DO AMOR AO SENHOR JESUS CRISTO, AMOR ESTE QUE GEROU EM SEUS CORAÇÕES, MENTE E ESPÍRITO, UM INCOMENSURÁVEL DESEJO DE VIVER UMA VIDA INTENSA DE SERVIÇO DEVOTO A CRISTO.

ESCREVEMOS A TODOS ESTES SANTOS EM CRISTO QUE, VIVERAM E VIVEM DIARIAMENTE, AS AGRURAS DO MINISTÉRIO ECLESIÁSTICO, AS INJUSTIÇAS, AS INCOMPREENSÕES, AS DIFICULDADES, AS NECESSIDADES, AS CRISES EXISTENCIAIS, SOCIAIS, EMOCIONAIS E SEXUAIS.

ESCREVEMOS A TODOS ESTES SANTOS EM CRISTO, CUJAS FAMÍLIAS, PAIS, IRMÃOS, MULHERES E FILHOS, SOFREM JUNTAMENTE COM ELES, NUM GRAU MAIOR OU MENOR, A DOR DE NÃO PODER VIVER UMA VIDA PLENA DE AMOR EM LIBERDADE, PLENA DE LEGITIMIDADE SOCIAL, FAMILIAR, SEXUAL E ECLESIÁSTICA, QUE SOFREM A AGONIA DE TER DE VIVER COMO QUE, ESCONDIDOS, POR CAUSA DA DISCIPLINA (e não dogma) DO CELIBATO, A DOR DILACERANTE DE NÃO TER A LIBERDADE DE VIVER EM FAMÍLIA E DE VIVENCIAR A ALEGRIA DE TER UM LAR COM PAI MÃE E FILHOS, A DOR TRAUMATIZANTE DE UMA ESPOSA, QUE NÃO PODE EFECTIVAMENTE GOZAR A COMPANHIA PLENA E DIÁRIA DO SEU ESPOSO (OU MELHOR DIZENDO, COMPANHEIRO), JÁ QUE UM SACERDOTE CATÓLICO ROMANO, COMO ESTÁ PROIBIDO PELA IGREJA DE CASAR-SE, TAMBÉM NÃO PODE SER CHAMADO ESPOSO DE QUEM QUER QUE SEJA, LOGO, É AMANTE OU AMASIADO, ESPOSO NÃO.

COMO UM SACERDOTE CATÓLICO PODE DIZER A UM FILHO DE 4 ANOS DE IDADE, OU A UMA FILHA COM 5 ANOS DE IDADE: FILHO (OU FILHA), TU NÃO PODES CHAMAR O PAPAI DE PAPAI NA FRENTE DE PESSOAS ESTRANHAS !…? OU ENTÃO: FILHO, EU SOU TEU PAI BIOLÓGICO, MAS, NA VIDA SOCIAL EU SOU SACERDOTE CATÓLICO E NÃO SOU CASADO, LOGO, NÃO TENHO NEM ESPOSA NEM DEVO TER FILHOS, PERCEBES…(???)! QUÃO DESTROÇADOS ESTÃO ESTAS MÃES E PAIS E FILHOS, EM TODO O MUNDO ONDE ESTÁ O CATOLICISMO ROMANO PRESENTE? QUEM PODERÁ QUANTIFICAR OS TRAUMAS EMOCIONAIS, E AS TRAGÉDIAS FAMILIARES E SOCIAIS, QUE TAIS REALIDADES JÁ PRODUZIRAM NESTE VASTO MUNDO E POR TANTOS SÉCULOS ? BASTA, DEUS ESTÁ A DIZER: BASTA ! QUE SE PONHA UM FIM AO CELIBATO JÁ !!! O FIM DO CELIBATO É POSSÍVEL !

JUNTE-SE A NÓS. VENHA PARTICIPAR DE NOSSAS PASSEATAS E MANIFESTOS PÚBLICOS. VENHA PARTICIPAR DE FORMA PRÓ-ATIVA NA HISTÓRIA DO CRISTIANISMO DESTE SÉCULO XXI, LUTANDO CONNOSCO PELO FIM DO CELIBATO OBRIGATÓRIO, E PELO DIREITO DOS PADRES DA ICAR DE OPTAR PELO CARISMA DO CELIBATO, OU, NÃO, E PARA QUE ELES POSSAM MANTER TODAS AS SUAS FUNÇÕES CLERICAIS, MESMO QUE OPTEM POR CUMPRIR O SACRAMENTO DO MATRIMÓNIO (ordenado pelo próprio Deus!).

CONVIDAMOS E CONVOCAMOS TODOS OS CATÓLICOS E CRISTÃOS EM GERAL, OS PADRES CASADOS DA ICAR, E TAMBÉM TODOS OS PADRES NO ACTIVO, PARA QUE SAIAMOS ÀS RUAS E ÀS PRAÇAS, EXIGINDO AO BISPO DE ROMA, A REVOGAÇÃO DO CELIBATO OBRIGATÓRIO, E QUE TAL DISCIPLINA SEJA OPCIONAL, BEM COMO, A READMISSÃO DOS PADRES CASADOS QUE DESEJAREM REASSUMIR FUNÇÕES NA ICAR, TAL COMO FORAM ACEITES E ADMITIDOS EM FUNÇÕES, MAIS DE 100 PASTORES DA IGREJA ANGLICANA DA INGLATERRA, TODOS CASADOS E QUE ACTUALMENTE SÃO PADRES NO ACTIVO NA ICAR.
POR QUÊ A IGREJA USA 2 PESOS E 2 MEDIDAS ?
POR QUÊ RECEBEU ESTES SACERDOTES ANGLICANOS CASADOS MAS REJEITAS OS SEUS PRÓPRIOS PADRES QUE ESTÃO CASADOS ? DEUS ABOMINA A INJUSTIÇA. O CELIBATO DEVE SER OPCIONAL.

O FIM DO CELIBATO OBRIGATÓRIO NA ICAR É POSSÍVEL, BASTA O PONTÍFICE FRANCISCO TRANSFORMAR EM ATOS REAIS E CONCRETOS (ENCÍCLICAS), AS SUAS BELAS PALAVRAS E DISCURSOS SOBRE CARIDADE E FRATERNIDADE. QUE ESTA DISCIPLINA SEJA ALTERADA NA ICAR, PASSANDO A SER OPCIONAL - AFINAL, O CELIBATO É UM CARISMA, COMO TAL, NÃO PODE, NÃO DEVE, SER ADMINISTRADO (exigido) COMO UMA LEI, COMO ACONTECE AGORA.
BASTA! DEUS DIZ BASTA! FIM DO CELIBATO JÁ!
http://fimdocelibatoja.blogspot.pt/2013/04/o-fim-do-celibatoobrigatorioe-possivel.html