Convite a quem nos visita

sábado, 18 de maio de 2013

A costa azul

Curto ensaio poético para o fim de semana...
Eis que um dia disseram-me tudo sobre uma costa azul
Nesse desenrolar de vales e montes
Onde as casas se encaixam cheias de medo do abismo
Como eu tomado pela vertigem quando o mais alto dita o som
De me ver dominado pela fala trémula do espanto.

Eis o que um dia disseram-me os antigos que sabem tudo sobre o azul
Dos dias calmos junto da praia do esquecimento bem-vindo
Onde se contou as pedras do marulhar constante do mar
E ai senti uma brisa fresca de desejo ardente
Do futuro radiante para todos os que anseiam a paz.

Eis o que um dia disseram-me outros que tais sobre o dia na costa azul
Uns vinham e outros iam pela terra e pelo mar
Até as nuvens o querer dos povos estava sobre o pódio
Do vivo azul do dia e da noite sem rancor
Sem que nenhum sentisse senão a vitoria imensa sobre a morte.

Eis que um dia me disseram que a costa azul se fez em volta
De todos os corações cheios do sangue da vida.
E nesta certeza não morri
Antes tu e eu ressuscitamos para sempre.
José Luís Rodrigues

Sem comentários: