Convite a quem nos visita

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Seguir as palavras de Cristo para chegar a Deus

Deus, o que é?
Vejamos António Alçada Baptista no livro a «Cor dos Dias». À pergunta «Deus, o que é?», o autor responde: «A mensagem cristã assegura que Cristo está em nós e como isso é necessário fazer outro mundo que nada tem a ver com este que estamos a viver. Na estrutura deste mundo quem acha possível amar os inimigos, dar a outra face quando foi esbofeteado, pensar ser como as aves do céu e os lírios do campo, a olhar para a vida com um olhar inocente e tudo o mais que Cristo nos propõe? Não me parece que haja uma quantidade significativa de pessoas que estejam dispostas a esta proposta de despojamento. Mas as palavras de Cristo permanecerão à espera de quem as quiser seguir. Às vezes penso que tudo isso é impossível e que as leis do mundo permanecerão inabaláveis contra as propostas de compreensão e amor que Cristo nos propôs. Mas, por outro lado, sinto uma grande insatisfação nas pessoas que de uma maneira ou de outra tentam pôr em questão as leis do mundo e arranjar uma maneira de sair fora desta armadilha em que todos vamos caindo. Eu sei que uma religião tem de ter uma base institucional que assegure as formas e os ritos que, pelo menos por enquanto, regule uma relação com os mistérios de Deus. E também essas instituições, como todos nós, estão afectadas pelo mundo em que estamos emersos. Noto que os males do mundo aparecem como inevitáveis. Como é possível a gente conformar-se e achar que fazem parte da vida coisas como as guerras, as fomes, a violência e tudo o mais que são os comportamentos dos homens?
Seguir as palavras de Cristo é meter Cristo em nós e, se não sabemos onde está Deus, Cristo ensina-nos que pode estar dentro de nós. No meio das coisas do mundo seria bom, para nós e para o mundo, se cada cristão fosse outro Cristo».

Sem comentários: