Convite a quem nos visita

sábado, 19 de outubro de 2013

Poema

Pequeno ensaio poético para o fim de semana... Sejam felizes sempre!
Quanto sou sem parecer poucos o sabem
Mas indo e vindo até um infinito que desejo
Neste pensamento que nunca adormeço
Serei em cada hora mais do que pareço.

Então viverei a solene visão do ser que vejo
Na planície da luz enorme e duvidosa
Quando já soube tudo do mar imenso
Que navego em longos sonhos e sobressaltos.
Nunca serão em vão os montes altos
Nas palavras ceifadas na colheita da inspiração
Como os povos nas longas cearas labutam suor
Na esperança que leveda a prometida massa que faz o pão.

Nós então saboreamos agora o que somos
Mais o dom da vida que sorri em descontração
Porque ambos viram e comem o sustento desta procura
Para que nunca nos falte à fome a degustação
E às palavras a sabedoria de cada tema
Que na feliz conjugação se faz o poema.

José Luís Rodrigues

Sem comentários: