Convite a quem nos visita

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

O circo continua para a animar a plebe

Onde andamos metidos?
Primeiro, morreu o Eusébio. Andamos pelo menos duas semanas falar no homem e em futebol.
A seguir tivemos a bola de ouro do Cristiano Ronaldo e tivemos mais dias intermináveis sobre o Cristiano Ronaldo e sobre o futebol.
Agora os partidos inventaram um referendo sobre a adoção por casais do mesmo sexo.
Pelo meio disto tudo o governo vai anunciando que estamos a crescer, as exportações aumentam e os mercados estão a olhar para nós com credibilidade. Somos fiáveis para nos fiarem ainda mais dinheiro. Para rechear ainda mais a beleza da coisa algumas entidades europeias e internacionais vão fazendo elogios ao nosso (des)governo e à nossa economia que cresce de forma fantástica.
Porém, a realidade desmente tudo. O desemprego continua. A austeridade acelera, o povo empobrece a olho nu, tudo na realidade está como todos podem ver. Não vejo melhorias. Das duas uma ou estou zarolho ou não quero ver o que eles estão a ver.
É preciso acordar e quem sabe se começarmos todos a trabalhar mais e com toda seriedade pode ser o melhor para fazer crescer o nosso país?
Estas aldrabices são o circo (sem ofensa para o verdadeiro circo e a todos os que têm neste serviço artístico o seu ganha pão) constante que no enoja sobremaneira… E fazem-nos cair numa descrença terrível porque provam-nos que estamos perante gente que se achega para governar e que não percebe nada para o que veio. Diverte-se com estatísticas irreais e com jogos de palavras eufemisticamente bem estudadas para fazer brilhar a propaganda dos incompetentes. Até quando vamos suportar este circo constante?  

Sem comentários: