Convite a quem nos visita

terça-feira, 22 de abril de 2014

Escrevi em 2005 esta ideia que vejo hoje confirmada no Papa Francisco

Sem qualquer sombra de vaidade pessoal... Já vi esta minha convicção realizada e pelo que vejo maior sucesso não poderia ter. Dedico, este meu pensamento ao Papa Francisco que inaugurou na Igreja Católica um tempo novo sobre a proximidade e a ternura de Deus... Grande (revolução) lição para a Europa.
«Estou convencido que o próximo Papa devia vir do mundo pobre, não ocidentalizado, por exemplo, América Latina ou África, para mostrar que a Igreja não é uma força dominadora que representa o Ocidente, mas é universal e que não pode ser reduzida à Europa, está aberta a todo o mundo. No fundo para fazer jus ao sentido da expressão «católica». Sou levado a pensar tudo isto, tendo em conta a influência que teve a eleição de um Papa do Leste para a queda do Muro de Berlim, para a desagregação da chamada Cortina de Ferro e queda dos regimes totalitários comunistas de Leste. A ver a assim a história, esta seria a hora de abrir a Igreja ao mundo subdesenvolvido e mostrar o quanto é católica (universal) a Igreja Católica».

Sem comentários: