Convite a quem nos visita

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Quando os erros são úteis

É óbvio que é uma gralha. Mas é muito grave, logo por ser na primeira página. Revela desleixo acima de tudo e que para os lados do jornalismo oficial, o mais pretensamente «correcto» que se pratica em Portugal, não há revisão nenhuma. É o que dá convencer-se que se está incólume aos erros e que só quem erra são os outros. Mesmo assim, dado que o erro de primeira página aparece, esperemos que os «podres» se convertam tanto os de dentro tanto os de fora da Igreja Católica.

Sem comentários: