Convite a quem nos visita

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A ganância dourada corrompeu outra vez

Vistos gold
O que são estes vistos gold? – É isto: autorização de residência para investimento (ARI) em Portugal. Quer ainda mais dizer a meu ver que são um meio de entrada de gente rica em Portugal para fazer investimentos. Sim gente rica, porque se for um pobre coitado que venha para Portugal à procura de trabalho (coisa também muito rara entre nós), é tratado como um criminoso. 
Resumidamente, o visto gold é uma autorização para entrada e residência em Portugal, atribuído a cidadãos não naturais da União Europeia ou residentes fora do Espaço Schengen a troco de um investimento financeiro avultado ou criação de emprego. Aparentemente algo interessante e importante para economia do país. Mas o que dizer sobre o que anda na cabeça de quem pretende enriquecer facilmente, rapidamente e que se abancou na cadeira das decisões…
Eis então um mundo cão, feito do avesso, um país feio, que já foi sobejamente denunciado não ser para gente.
Por causa destes vistos gold, a Polícia Judiciária deteve esta quinta-feira 11 pessoas - incluindo altos quadros do Estado - por suspeitas de corrupção, branqueamento de capitais, tráfico de influência e peculato, no âmbito de uma investigação sobre atribuição de vistos gold. Quem desejar saber mais sobre este el doirado do investimento com base nestes vistos em Portugal que vá ler aqui.
Mais uma vez nos vemos confrontados com a desgraça de um país que se desmorona, não porque lhe falte vontade de andar para frente ou que lhe falte memória brava de gente que construiu uma história de mais de oito séculos, nada disso, falta-lhe hoje gente séria, gente honesta que não se deixa perverter por dinheiro fácil, dinheiro sujo que vem à mão sob as malhas da corrupção. É disto que se trata a vida de Portugal hoje.
Para onde vais país, onde a podridão parece ter-se generalizado, onde não parece encontrarmos almas puras, que se recusam entrar nos esquemas sujos da ilegalidade, da subversão da honestidade e da dignidade? – Não haverá ninguém que marque a diferença, que não se enlameie na fossa asquerosa da miséria humana que vai semeando estes mecanismos à conta da riqueza podre em nome da ignóbil corrupção.
Estamos perante a imagem de um país à deriva, onde o salve-se quem puder está à solta sem rei nem roque. As leis se existem não são para gente que rouba à grande, mas para os pobres coitados que agonizam à fome que os obrigou a roubar um pão em qualquer supermercado para matar a fome. Não há punição para gente gold, que se pavoneia em gravatas de marca pelas ruas onde escorre a vil miséria dos altos roubos.
Não vamos lá assim desta forma, precisamos de arrepiar caminho, combater a corrupção com todos os meios e com todas a forças, para que a dignidade seja restabelecida a este pobre país tomado de assalto por meia dúzia que se acha no direito de fazer o que bem entende mesmo que isso nos custe o sofrimento e a morte de um povo que foi enganado e que às vezes desgraçadamente se deixa enganar.
Este luxo de andarem impunes os senhores finos da corrupção tem que levar um travão e as leis devem ser aplicadas sem piedade nenhuma. É um país que está em causa, é um povo que merece dignidade e um futuro que esperamos que seja límpido e justo para quem escolher viver nesta porção de terra à beira mar plantado. 

Sem comentários: