Convite a quem nos visita

terça-feira, 16 de junho de 2015

A recompensa de Deus

O lavrador lança à terra a semente e mais tarde recebe o fruto da semente e do seu trabalho.
Na nossa vida acontece também que só passados alguns anos, recebemos inesperadamente a recompensa de alguns actos bons, de uma ajuda insignificante muitas vezes já esquecida.
Numa pequena aldeia vivia Howard Kelly, um estudante muito pobre que vendia mercadorias de porta em porta para pagar seus estudos. Certo dia, vendo-se sem dinheiro e com fome decidiu pedir comida na casa mais perto.
Ficou envergonhado quando quem lhe abriu a porta foi uma jovem simpática. Então, em vez de comida, pediu um copo de água. A moça viu que o aspecto do jovem era de faminto e então deu-lhe um grande copo de leite. Bebeu-o lentamente e depois perguntou-lhe: - Quanto lhe devo?
- Nada! - Respondeu. E continuou: minha mãe sempre me ensinou a nunca aceitar pagamento por uma oferta caridosa.
Agradeço-lhe de todo o coração. E saiu mais forte fisicamente e na sua fé em Deus e nos homens. Os anos passaram e aquela jovem bondosa contraiu uma doença grave. Os médicos locais estavam confusos. Teve de ser internada num hospital da cidade mais próxima. Chamaram um grande especialista, Dr. Howard Kelly. Quando ele leu a ficha da doente e viu o nome da aldeia de onde ele era, seu pensamento despertou. Vestiu a sua bata branca e foi ver a doente. Reconheceu-a imediatamente e decidiu fazer quanto pudesse para salvar aquela vida.
Após longo tempo venceu a batalha. Pediu à administração do hospital que lhe enviasse a factura total dos gastos para aprová-la. Conferiu-a e depois escreveu algumas palavras e mandou que entregassem a factura no quarto daquela senhora. Ela estava receosa, porque pensava que o resto da sua vida seria para pagar todos os gastos. Abriu a factura e deparou com estas as palavras escritas pelo médico: “Totalmente pago há muitos anos com um copo de leite. Dr. Kelly”. Lágrimas de alegria correram dos olhos da mulher, que rezou assim: “Graças, meu Deus, porque o teu amor se manifestou nas mãos e no coração dos homens”. Nada se perde do bem que fazemos. Deus recompensa, mais cedo ou mais tarde, um simples copo de água dado ao mais pequenino dos nossos irmãos.
Mário Salgueirinho

Sem comentários: