Convite a quem nos visita

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Férias

Uma reflexão sobre as férias que nos deve fazer pensar na graça e na dádiva que nos é dada quando podemos saborear as nossas merecidas férias...
Muitos dos nossos leitores amigos têm possibilidade de gozar alguns dias de merecidas férias.
O cansaço gerado pelo trabalho, pela corrida diária, pelo desgaste intelectual e físico, exige algum tempo de pausa, de recuperação de energias para melhor cumprir.
Uns deixam o ambiente poluído das cidades e vão até à verdura suave dos campos ou da montanha; outros bronzeiam-se cautelosamente nas praias; outros fazem férias andando, viajando, conhecendo terras do país ou do estrangeiro, enriquecendo os seus conhecimentos em monumentos e museus: "quem quiser saber, passear ou ler" - diz um adágio popular.
Se as férias, mesmo curtas, forem aproveitadas com serenidade, com mudança de actividade, a pessoa regressa rejuvenescida, tonificada, mais acolhedora, mais paciente, mais simpática e mais eficaz.
Mas há um mundo enorme de gente que não tem férias: ou porque trabalha por conta própria ou porque não tem dinheiro para usufruí-las.
Trabalhava num grande hotel um simpático carregador de malas: descia malas, transportava malas, subia malas, de manhã à noite. Dura vida...
Quando alguns turistas lhe perguntavam: - quando vai de férias?
Ele respondia, sorrindo resignadamente: - Eu vou todos os dias nas malas que carrego dos nossos clientes...
Tanta gente que, como este homem, apenas faz férias vendo partir autocarros, comboios ou aviões, continuando o seu trabalho desgastante sem parança para a sua família sobreviver.A felicidade das nossas férias não pode deixar-nos esquecer diante de Deus que nos acompanha todos aqueles que, por uma razão ou por outra, não têm possibilidade de refazer as suas forças para a sua caminhada difícil de todo o ano.                              
Mário Salgueirinho

1 comentário:

Paulina Ramos disse...

Magnifica esta reflexão.

" há um mundo enorme de gente que não tem férias: ou porque trabalha por conta própria ou porque não tem dinheiro para usufruí-las."

Obrigada!