Convite a quem nos visita

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

O bem atrai o bem

Segunda Novena de São Roque
Novena da Achada
Hoje somos convidados a seguir uma ideia belíssima apresentada pelo Papa Francisco. Está aí como três pilares para que sejamos instrumentos para que o bem aconteça para nós e para os outros. Diz Francisco: «As três linguagens do amor concreto: a linguagem da cabeça, a linguagem do coração e a linguagem das mãos. Tem que haver harmonia entre as três, de tal maneira que você pense o que sente e o que faz, sinta o que pensa e o que faz e faça o que sente e o que pensa. Isto é o concreto. Ficar somente no virtual é como viver numa cabeça sem corpo».
Assim é tanto que este lema faz todo o sentido: «VIDA VIVIDA NO BEM, ATRAI O BEM VIVIDO!». Neste sentido, somos chamados a viver construindo uma vida mais digna… por aqui podemos seguir esta luz, dê sempre o seu máximo onde quer que empregue as suas forças.
No trabalho, seja qual for a sua profissão, seja o melhor que puder, cumpra as suas responsabilidades. Não roube. Seja zeloso no cumprimento dos seus deveres. Não explore ninguém. Não insulte nem muito menos menospreze as capacidades dos outros.
Como empregado, seja amigo e ajude para ser ajudado, ouça para ser ouvido. Não descarte ninguém e especialmente esteja atento aos que mais precisam, porque limitados com qualquer deficiência. Aliás, não são deficientes como consideramos hoje de forma tão bonita, são especiais.
Se é empregador, dê o seu tempo a ajudar, a ouvir e a pensar no crescimento das pessoas e da economia como um todo, para que os lucros sejam canalizados para o bem comum. Mas, se antes está concentrado na ganância, na loucura dos lucros só para si e engana para obter mais vantagens passageiras pensando que ganha amigos de verdade, não esqueça que todos os processos da vida tendem a nos levarem a nos tornarmos donos daquilo que construímos. Por causa disso, Jesus preveniu no Evangelho, «juntai para vós tesouros no céu, onde a traça nem a ferrugem podem destruir, e onde os ladrões não arrombam e roubam. Porque, onde estiver o teu tesouro, aí também estará o teu coração» (Mt 6, 20-21).
E nos seus magníficos sermões o Padre António Vieira avisou: «Entre o conhecimento do bem e do mal há uma grande diferença: o mal conhece-se quando se tem e o bem quando se teve; o mal, quando se padece, o bem, quando se perde».
Pensemos no bem que proporcionarmos dando a cota que pudermos dar, ao amigo que pede auxílio. O maior milagre do mundo é este, ajudar uma pessoa a melhorar as condições da sua vida. 

Sem comentários: