Convite a quem nos visita

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

A minha explicação do terrorismo às crianças

A minha tentativa para explicar às crianças o que é o terrorismo.
Caros amigos… O terrorismo é um grande mal que resulta daquilo que a humanidade às vezes é. Mas, nunca esqueçam que a humanidade, que somos todos nós, é o melhor que existe no mundo. Nada ultrapassa a beleza que a humanidade representa. Basta olhar para que um de vocês para percebermos logo isso.
Porém, esta mesma humanidade, capaz de tanta beleza, às vezes tem comportamentos feios, muito feios que nos levam à tristeza. Todas as manifestações feitas de propósito para levar ao sofrimento, à morte de pessoas inocentes é terrorismo, porque revela o pior que é capaz de fazer aquela realidade que vos dizia ser o que há de mais bonito neste mundo, a humanidade.
Estes atentados de Paris e todos os outros que vão acontecendo em todo o mundo, matam imensas pessoas inocentes (homens, mulheres, jovens, velhinhos e crianças), as famílias tocadas pela tragédia ficam muito tristes e nós ficamos com medo que também aconteça aqui onde vivemos.
A comunicação social tem dito que estes atentados terroristas são provocados por causa da religião, por causa de Deus. Verdade que é, mas esta não é a verdade toda. Ora vejamos.
Por um lado, é verdade que a religião ande misturada com esta desgraça, porque no mundo existem pessoas e grupos que conceberam uma ideia errada de Deus e da sua mensagem. Estão a ler de forma errada a mensagem de Deus, que sempre deseja a paz e a felicidade de todas as pessoas. Estas pessoas criaram um Deus ao seu jeito, um deus pequenino porque cabe dentro do seu pensamento e das suas ideias pessoais, então porque têm sede de vingança, alimentam-se do ódio e toca a deitar bombas e a dar tiros sobre quem não pensa como eles ou não aceita o deus que eles criaram.
Por outro lado, também temos que dizer que o terrorismo é resultado da injustiça que existe neste mundo. Enquanto a violência gerar violência vamos ter sempre terrorismo por todo o lado. O negócio das armas entre os países também continua a ser uma grande vergonha. Os países por causa de ganharem dinheiro não se importam de vender armas a qualquer um, pode até ser um grande criminoso.
O mundo está feio. Há muita violência. Há desigualdade. Há pobreza e desemprego. Há grupos de pessoas e povos inteiros que por causa da sua raça, religião e tradições culturais são marginalizados. Há uma infinidade de misérias que criam marginais e pessoas (jovens especialmente) que não tendo nada não se importam com a sua vida nem muito menos com a dos outros. Por isso, em vez de morrerem para dar vida aos outros, morrem tirando a vida ao maior número possível de pessoas.
O mundo é feio às vezes, unicamente por causa da humanidade. Mas não podemos ter medo. Vamos confiar no melhor que está dentro de nós e vamos saborear a alegria que a vida nos proporciona. Como já vimos há um Deus que nos ama e que quer que sejamos muito felizes, vamos fazer tudo para que nunca nos passe pela cabeça nenhuma ideia errada acerca de Deus para que com ela façamos mal aos outros. Vamos todos juntos pensar de forma sempre positiva, orientarmo-nos por grandes valores que nos tornam sempre pessoas boas e generosas. É nisso que está Deus é com isso que manifestamos que não temos uma fé errada, mas uma fé que nos dignifica e nos inspira a procurarmos a felicidade para todos.

1 comentário:

Paulina Ramos disse...

Excelente esta reflexão plena de sentido.
Soube muito bem lê-la apesar de já estar na idade de "criança".
Obrigada!