Convite a quem nos visita

sábado, 26 de março de 2016

A Ressurreição de Jesus

Domingo de Páscoa 2016
Cristo Ressuscitou! Aleluia… A nossa esperança mais uma vez renova-se e ansiamos que ressurja toda humanidade abatida pela injustiça, pela irresponsabilidade de quem tem responsabilidade sobre os demais e não cumpre o seu dever… renovemo-nos na esperança que cada pessoa é outro Cristo e se está doente, triste, pobre, angustiado e morto, deverá encontrar dos outros uma palavra, um carinho, um sorriso, uma mão… Que os ajude a levantar-se do túmulo. Ressuscitemos todos para vida nova no amor. Escutemos o grande Helder Câmara sobre o sentido e significado deste dia da Ressurreição de Cristo.

Hoje é o dia da ressurreição de Jesus. Comemoramos o seu retorno à vida. Foi por Ele que divisamos que não deixaremos de existir jamais. Foi por Ele que a nossa esperança se redobrou eternamente, na vida de Jesus além do sepulcro.

Neste dia grandioso, onde rememoramos os passos decisivos do Nosso Senhor Jesus Cristo, temos a comemorar, mas também temos que refletir.

Refletir sobre a nossa sorte na vida. O que fazemos com a vida que Deus Pai nos concedeu? O que estamos a produzir com ela? Os nossos dias são frutíferos? Nossas ações são benfazejas?

Um tiro sem misericórdia nas nossas existências seria a morte sem fim, sem mais nada existir, mas não, Deus nos provém a vida eterna para que possamos saborear o grande banquete celestial.

Outra reflexão importante é o nosso ir e vir. Para onde vamos? Para onde estamos levar a nossa presença bendita? O que fazemos aonde chegamos? Distribuímos o bem ou o mal? Que estamos fazendo para ajudar os mais necessitados? Para onde queremos ir, afinal?

Uma reflexão permanente e essencial: como está a nossa relação com Deus Pai? Somos justos com nosso próximo e, portanto, com Ele? Somos corretos no nosso dizer e no nosso agir ou tentamos esconder os nossos atos ignóbeis? O Pai tudo sabe e não podemos querer enganá-lo, não é verdade? Tolos seríamos se assim tentássemos.

A vida é feita de desafios e o Nosso Senhor Jesus Cristo mostrou-nos como superá-los. Fez da sua vida uma demonstração prática para o nosso bem existir.

Com relação à traição, submeteu a condição humana a sua inexperiência com a solidariedade e perdoou.

Com relação ao abandono, sabia do medo de muitos de enfrentar uma causa, por mais nobre que fosse, e desconsiderou.

Com relação à injustiça, fez-se maior diante das mentiras, não as aceitando e deixando sob os seus algozes o peso das decisões. Não recuou.

Com relação à morte, sobreviveu, lutando contra a mesmice do existir pelo existir, dedicando a sua vida à causa do Pai.

Há muito a considerar e a aprender com Jesus, nosso Salvador. Creio nisso, ainda. Ele nos salvou sim.
Salvou-nos da incredulidade.
Salvou-nos da falta de fé.
Salvou-nos do despropósito de viver.
Salvou-nos da desesperança.
Salvou-nos da morte.

Foi Jesus esta figura ímpar entre os povos. Quem o conhece jamais o esquece e é neste dia da sua ressurreição que rendemos graças ao Pai que nos enviou o Seu Filho queridíssimo para nos salvar.
Salve, Jesus!
Salve, salve, nosso Pai!
Até uma próxima oportunidade, se Deus quiser.
Helder Camara

Sem comentários: