Convite a quem nos visita

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Sonho uma Europa...

Brilhante... Esperemos que faça pensar as sumidades medíocres que desgovernam esta Europa, que mergulhou na desumanidade e na insensibilidade em relação aos seus povos e, particularmente, aos povos que a ela acorrem à procura de pão, trabalho e abrigo. Um obrigado ao Papa Francisco, que aproveitou a receção do prémio Carlos Magno para anunciar a Boa Nova e reclamar à luz do Evangelho a justiça e a humanidade perdidas na Europa, que se deseja que volte a ser o continente da dignidade excelente para os povos. 
"Sonho uma Europa jovem,
capaz de ainda ser mãe: uma mãe que tenha vida, porque respeita a vida e dá esperanças de vida.

Sonho uma Europa
que cuida da criança, que socorre como um irmão o pobre e quem chega à procura de acolhimento porque já não tem nada e pede abrigo.

Sonho uma Europa
que escuta e valoriza as pessoas doentes e idosas, para que não sejam reduzidas a objetos de descarte porque improdutivas.

Sonho uma Europa,
onde ser migrante não seja delito, mas apelo a um maior compromisso com a dignidade de todos os seres humanos.

Sonho uma Europa
onde os jovens respirem o ar puro da honestidade, amem a beleza da cultura e duma vida simples, não poluída pelas solicitações sem fim do consumismo; onde casar e ter filhos sejam uma responsabilidade e uma alegria grande, não um problema criado pela falta de trabalho suficientemente estável.

Sonho uma Europa
das famílias, com políticas realmente eficazes, centradas mais nos rostos do que nos números, mais no nascimento dos filhos do que no aumento dos bens.

Sonho uma Europa
que promova e tutele os direitos de cada um, sem esquecer os deveres para com todos.

Sonho uma Europa
da qual não se possa dizer que o seu compromisso em prol dos direitos humanos constituiu a sua última utopia.
Obrigado."
Discurso integral do Papa Francisco na entrega do prémio Carlos Magno.

Sem comentários: