Convite a quem nos visita

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Céu, Terra, Eternidade

Estes dias de calor tórrido trazem à memória deste presente isto...
Céu, terra, eternidade das paisagens,

Indiferentes ante o rumor leve,
Que nós sempre lhe somos. Vento breve,
Heróis e deuses, trágicas passagens,
Cuja tragédia mesma nada inscreve
Na perfeição completa das imagens.

Todo o nosso tumulto é menos forte
Do que o eterno perfil de uma montanha.
Cala-se a terra ao nosso amor estranha
– Talvez um dia embale a nossa morte.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Sem comentários: