Convite a quem nos visita

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

De Deus. O futuro.

 Deus e eu
     De Deus aprendo a esperança. Sobretudo uma desmedida esperança. E uma procura de plenitude. Uma busca de um novo horizonte de sentido e de realização. 

 O mais fundo do coração humano é habitado pelo futuramente novo, o "para onde" que alimenta a esperança. Um futuro mais esperado do que conhecido. Uma esperança menos vista que desejada: o futuro. Em vez dum permanente "durante", é o "vermelho quente" de um futuro humano e cósmico, que obriga a transcender de maneira inelutável as conquistas realizadas.

     Tocados pelo sopro do futuro, pela promessa, em direcção ao ulteriormente novo, um dia não muito longe não muito perto, acontecerá a festa de alegria sem fim.

Edgar Silva
Fev.2017

Sem comentários: