Convite a quem nos visita

quinta-feira, 30 de março de 2017

O busto do Cristiano Ronaldo no Aeroporto da Madeira

1. Nada contra que ao nome do "Aeroporto Internacional da Madeira" seja acrescentado o nome "Cristiano Ronaldo ou CR7". O que mais me interessa em qualquer aeroporto do mundo é que o avião onde esteja eu dentro aterre ou descole em segurança. O essencial é isso, tudo o resto é acessório e neste caso em particular, é conversa para entreter. Os responsáveis principais por este carnaval são alguns políticos que me recuso aqui referir porque não é necessário fazê-lo, está à vista de todos, basta estar atento.

2. A ditadura do futebol e o perigo da idolatria dos jogadores têm feito parte do nosso quotidiano nos últimos anos. Tantos esquecem que o futebol converteu-se na loucura dos milhões e que para nadar em milhões tem que produzir um oceano sem fim de pobreza e de miseráveis. Muitos esquecem que cada palma e cada grito que dão gera poucos muito ricos e multidões de empobrecidos. São será por isso que cada vez mais se ouve "vou andar atrás do futebol para eles levarem os milhões". Porém, face a isto estamos a viver um tempo muito esquisito. Discordar desta ditadura começa a ser uma aventura onde vai chover insultos, acusações de inveja, de soberba e quem o faz "está cheio de si", porque "opina sobre tudo o que mexe". Nao há-de ser isso que me vai toldar o cérebro. Nunca deixarei de  proclamar, não aceito nenhuma forma de ditadura e muito menos nenhuma forma de idolatria. Também não precisam de recorrer aos mesmos argumentos, sobejamente gastos, para menosprezarem ou humilharem quem discorde e quem eventualmente não embarque pela moda geral. O mundo e a vida fazem-se com muitas diferenças. Nunca devemos abdicar dessa riqueza que faz a vida e edifica a humanidade. Nenhuma forma de idolatria trouxe aos povos bons auspícios e não consta que alguma vez algum povo tenha progredido quando se deixou manipular pelo poder dos poderosos. Enquanto nos distraímos com tudo isto, mata-se pessoas à facada, moram tantos no olho da rua e falta medicamentos no hospital, coisa que começa a ser fatal, já se morre por causa disso... Engodo é bom mas só para ser usado na pescaria.

3. O discurso do Presidente da República alertou para o seguinte, o acrescento ao nome do Aeroporto da Madeira seria "arriscada". Concordo plenamente. Hoje o Ronaldo está no topo das bocas do mundo, mas é este mesmo mundo que várias vezes levanta pessoas ao nível do bestial mas que da noite para o dia as faz descerem ao baixo nível da besta. Por isso, o futuro o dirá. Mas, espero, sinceramente, que venham à luz do dia os maiores sucessos para todos os Ronaldos do mundo. 


4. O busto do CR7 do "escultor" Emanuel Santos, está tão feia que logo gerou uma enorme campanha pelo mundo inteiro sobre o assunto. Vieram a lume imagens associadas, cartoon's e um debate enorme nas redes sociais. Até podemos dizer que estragou a festa e deixa aos olhos de todos algum ridículo, que esteve presente desde aquela primeira hora quando o Presidente do Governo anunciou que pretendia acrescer ou mudar o nome do Aeroporto Internacional da Madeira para Cristiano Ronaldo. A partir daí foi um "vê se te avias" novelesco.

5. Ai, como somos pequeninos! Está visto... O Ronaldo tem muita sorte a facturar milhões jogando à bola, mas não tem sorte nenhuma com estátuas e bustos. Alguns dizem que é arte. Certo. Mas quando se arrisca reproduzir a imagem de uma pessoa viva, há logo temos a possibilidade de compar, é inevitável.  As entidades que assumiram esta desgraça revelam mau gosto e falta de senso. Deviam ter visto antecipadamente o resultado da obra que assumiram, mas mesmo assim apresentaram este mau gosto à região e ao mundo. Daí que não admira nada o festim de chacota que esta "coisa" provocou. Lamento que a Madeira tenha oferecido de bandeja este argumento ao crivo do mundo mediatizado que temos hoje e que fique para a história um busto feio e ridículo que não promove a Madeira nem muito menos a pessoa a quem se refere.  A Madeira fica mal neste busto, graças a "namoradinhos" atabalhoados que andam por aí à solta, que pretendia agradar de qualquer maneira a sua "namoradinha". É com tristeza que escrevi este texto, é com profunda tristeza que se tenha oferecido ao mundo esta fealdade dispensável.

Sem comentários: