Convite a quem nos visita

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Contra a orfandade virá o defensor

Comentário à missa do domingo VI Páscoa...
Jose Pagano.
Título desta obra:
A luz do espírito Santo invade a nossa casa.
 A pintura simboliza a esperança,
diante da pobreza da comunidade.
1. A Palavra de Deus do VI Domingo da Páscoa proclama a entronização de Jesus como Messias e Salvador. A entronização não assinala o fim, mas o início do reinado: Jesus inaugura, pois, uma nova presença, plena, eficaz e salvífica, no meio dos homens e mulheres de cada tempo histórico. Porém, o mais interessante desta mensagem radica no facto de nos apontar para uma nova etapa no processo da salvação de Deus. Jesus vendo que está para breve a Sua partida, propõe um novo caminho, orientado pelo «Defensor», «o Espírito da verdade». De acordo com este caminho São Paulo afirma: «Se a nossa esperança em Cristo é somente para esta vida, nós somos os mais infelizes de todos os homens» (1Cor 15, 19).
2. Jesus aponta uma realidade para que a nossa fé não radique só e unicamente naquilo que somos e queremos para esta vida, mas vá muito mais além. Esta ideia do Defensor «o Espírito da verdade», é muito bonita e encoraja-nos a acreditarmos na vida presente e na vida futura. Nada nos deve derrotar ou fazer temer, o nosso Defensor nos guardará de todos os males. E tomando as palavras de São Paulo, descobrimos que essa vida futura não foi só para Jesus Cristo, mas para todos os crentes. Ora vejamos: «Se com Ele morremos, com Ele viveremos; se com Ele sofremos, com Ele reinaremos» (2Tm 2, 11-12). Nesta palavra descobrimos o sentido para esta vida terrena e uma resposta para a inquietação da realidade «invisível» (palavra utilizada por São Paulo) depois da morte.
3. Jesus revela-nos a verdadeira palavra, a Palavra de Deus, e com ela somos convocados para o acolhimento do Espírito Santo. Este é o único Espírito que salva e que pode dar garantias de futuro. Nada nos deve demover desta causa. O Espírito de Deus é um caminho de salvação que nos garante uma possibilidade de graça salvadora. Nada nem ninguém nos pode contrariar nem desviar desta luz de amor revelada por Jesus. Em nós o Defensor quebrou as correntes da divisão, o ódio, a violência, os rancores, os amuos que provocam tristeza e inimizade, a falta de abertura para o perdão, a teimosia, a intolerância e o racismo nas religiões e nas comunidades humanas. O Espírito da verdade liberta-nos para a luz da vida cheia de paz e do amor que Deus semeia no coração de todos. Cabe-nos fazer germinar em cada canto da vida a beleza dessa realidade. 

Sem comentários: