Convite a quem nos visita

sábado, 5 de maio de 2018

Vamos rezar juntos

as periferias, tão queridas e lembradas pelo Papa Francisco, são a realidade que nos inquieta e nos confronta cada vez mais. Muitos não gostam que sejam lembrados os índices da pobreza, o desespero de tantas pessoas que tomadas por incapacidades várias não estão a ser ajudas devidamente por quem de direito. Há um submundo algumas vezes esquecido, tantas vezes massacrado pela maçada louca das burocracias e mais ainda pela lógica do poder que não sai da redoma luxuosa e que olha do alto a realidade que devia servir, mas não serve. Há um mundo com pessoas simples, indefesas, que não incomodam se não falam ou ninguém fala por elas, por isso, vão estando ou vegetando no silêncio da pobreza e do esquecimento. Não pode ser. Precisamos de estruturas de proximidade, que sejam céleres a responder às necessidades sem jogos ou joguetes com base nas necessidades básicas das pessoas indefesas. O mundo onde se sobrevive é realmente ainda muito grande, precisamos de encurtar este mundo, para que cresça o mundo da dignidade, onde as pessoas pisam o chão da alegria e sorriem debaixo do sol da justiça. 

Sem comentários: