Convite a quem nos visita

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Vamos rezar juntos

não gosto de touradas. Porque não gosto de nenhuma actividade, desportiva ou não, que resulte em massacre, sangue derramado e corpos dilaceramos. Obviamente, que este princípio se aplicada a toda a actividade entre seres humanos, mas também entre animais ou de humanos para os animais. Por isso, não gosto de touradas, luta de galos, matança de porcos, caçadas e qualquer outra forma de ação que justifiquem geralmente como tradição, diversão, desporto ou outra coisa qualquer. Para pensar assim não necessito de nenhuma lei, basta-me o bom senso e a sensibilidade. Mas, legitimamente levanta-se a questão quanto ao comer ou não carne ou peixe, que resulta sempre da morte de seres vivos? - Não entro pelo fundamentalismo nem pela obsessão só porque sim de defender uma posição a favor da eliminação de todos os cozinhados de carne e peixe para que nenhum ser vivo animal tenha que morrer para os paparmos a seguir. Os animais foram criados para serem cuidados pela a humanidade, não para serem abusados ou objetos de divertimento, porém, os que estão destinados à alimentação humana, que o sejam mas dentro dos parâmetros estabelecidos pelas leis, para que o seu abate seja feito em conformidade e com o mínimo de sofrimento. 

Sem comentários: