Convite a quem nos visita

domingo, 7 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher

PORQUÊ O DIA 8 DE MARÇO
Neste dia, do ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Estas operárias que, nas suas 16 horas, recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". De então para cá o movimento a favor da emancipação da mulher tem tomado forma, tanto em Portugal como no resto do mundo.
O QUE SE PRETENDE COM A CELEBRAÇÃO DESTE DIA
Pretende-se chamar a atenção para o papel e a dignidade da mulher e levar a uma tomada de consciência do valor da pessoa, perceber o seu papel na sociedade, contestar e rever preconceitos e limitações que vêm sendo impostos à mulher.
Mais uma nota, espero que apesar deste dia, a mulher tenha todos os dias para ser mulher em plenitude. Não basta um dia, mas já que ele existe, que sirva, para que todos valorizem o papel fundamental da mulher na família, na sociedade e nas igrejas. À mulher é exigido que não abdique de ser mãe em plenitude, que não abdique da sua intervenção social e que participe em todos os lugares da vida com toda a dignidade. E que nada seja realizado como um favor. A humanidade é masculina e femina. Só isso e apenas isso. Vamos todos viver esta realidade. A nossa realidade.

3 comentários:

tukakubana disse...

Não faz sentido, para a maioria da sociedade, celebrar o dia Dia Internacional da Mulher. Porquê? Porque os números de violência sobre as Mulheres são cada vez maiores, porque a violação de crianças, de jovens, de adolescentes, seja em pedofilia seja em estupro é cada vez maior.A grande celebração, ainda que drástica, seria se num só ano, neste dia, as Mulheres do Mundo fizessem só o que lhes desse na real gana, deixassem ao outro lado a responsabilidade: na casa, nos empregos, na sociedade. O Mundo pararia! Penso que um dia se descobrirá que o mito de Adão não existe. Deus criador, criou primeiro a Mulher!

José Ângelo Gonçalves de Paulos disse...

Padre José Luís gostei muito do seu texto no dia da Mulher. É pena que seja um dia para a reflexão num mundo, hoje, 100 anos depois, a Mulher é marginalizada.Por todas as instituições políticas, religiosas. As únicas que se safam são a Educação e a Justiça. A história das cotas é uma vergonha. Numa lista de 15 se todas forem mulheres, temos que encaixar homens mesmo que sejam burros.

E, então, a igreja católica nem se fala. Mas o Meu Ilustre Amigo já se referiu diversas vezes a esse pecado de uma igreja que nunca se arrepende nem corrige o seu erro.

O tempo não pára.E pós-Bento XVI havemops de ver mulheres a celebrar eucaristias. Porque não se brinca com os Direitos Humanos. Mas, cuidado! O Papa João Paulo I morreu ou apareceu morto com 30 dias de pontificado. Não foi Deus que o "chamou"...Ele disse que Deus é Pai e Mãe. O Vaticano não perdoa as heresias.

Susana Ramos disse...

Sabe, eu sou um pouco reticente em relação a esta comemoração: dá-me a sensação que, por alguma razão, ainda não somos igualmente dignas enquanto seres humanos.
Porém, lendo a sua reflexão, começa a fazer sentido comemorar o dia, salientando esta questão de que a nossa realidade é a Humanidade de Homens e Mulheres é a mesma, ainda que não seja vista da mesma forma por ambos os sexos nas diversas realidades sociais, culturais e políticas.
Deus nos abençoe a todos!
Obrigada por partilhar comigo as suas reflexões.
Susana