Convite a quem nos visita

segunda-feira, 8 de março de 2010

Seja bem-vindo o Papa Bento XVI

Como todos sabem o Papa Bento XVI vem a Portugal nos dias 11 a 14 de Maio de 2010. Os gastos anunciados para os palanques ou palcos para a celebração das Missas em Lisboa e no Porto São impressionantes. Em Lisboa só o palco, inspirado num cascalho das margens do Rio Tejo, custará cerca de 200 mil euros. No Porto não sei em que se inspira, mas custará outras centenas de milhares de euros. Umas missas muito caras. Isto não faz impressão nenhuma a ninguém das igrejas, tanto a portuguesa e tanto a do Vaticano? - Um escândalo. Como é que o Papa permiti este riquismo de alguma igreja num país onde o governo pede sacrifícios enormes a todo o povo para salvar as contas públicas?; o Papa não saberá da nossa situação económica?; será que já disseram ao Papa que há uma crise enorme em todo o mundo e de modo especial no nosso país?... Tantas perguntas que podemos fazer nesta hora.
Outra, que faz impressão, é que se repita até à exaustão que o Papa é o representante de Cristo na Terra. Será que se lembra alguma igreja que Cristo na terra era carpinteiro? – O que isso significa de pobreza e de luta constante para ganhar o pão quotidiano.
Por último, escandaloso é também que se esteja a pedir inscrições para os padres participarem nas celebrações com o Papa. Acho isto de uma palhaçada inqualificável, como se tais celebrações se tratassem de almoços ou festas de adolescentes com os seus ídolos musicais, do desporto, das novelas...
Por fim, melhor seria para toda a Igreja maior desprendimento e que os apelos ao espírito de pobreza a que toda a Igreja é chamada a viver começasse a ter exemplo a partir das principais entidades. Mas, seja bem-vindo o Papa Bento XVI ao nosso país.

8 comentários:

tukakubana disse...

Infelizmente esta é a Igreja-Romana.Até tolerância de ponto os bispos portugueses "exigem". Mas se alguém tiver um assunto urgente a tratar leva com uma falta!É uma tremenda vergonha esta ostentação que só convence os adeptos das pandemias religiosas.Não vejo que qualquer papa represente mais Cristo que qualquer cristão,vizinho meu.Todos fomos criados à imagem e semelhança d'Ele, não consta que houvesse excepções.Tal como a infabilidade foi criada há uns séculos, talvez inspirada na devassidão dos papas precedentes...O Papa vem e vai, Cristo está, fica.

Autor do blog disse...

Realmente esta ideia de que o Papa é o representante de Cristo na terra não faz sentido nenhum diante da doutrina de São Paulo que coloca todos os cristãos como membros do Corpo de Cristo. O Papa deve ser o que é mesmo, visibilidade histórica da Comunhão na Igreja e de resto é o bispo de Roma e ponto final. Acho que este «endeusamento» do ministério do Papa é perigoso e ofende os cristãos em geral e particularmente os outros bispos, que estão ao nível das mesmas qualidades que o Papa como bispo de Roma. Nos séculos passados era assim, o Papa não tinha este «endeusamento», será também este um sinal negativo da globalização?

tukakubana disse...

Nunca ninguém me explicou que, sendo o papa o bispo de Roma, porque não é a sua eleição sufragada por TODOS OS BISPOS DA IGREJA CATÓLICA de todos os Continentes.

Autor do blog disse...

Por causa da «política» eclesiástica. E o mesmo se poderá dizer sobre cada bispo para cada diocese e cada padre para as paróquias. Qual a participação dos cristãos nas escolhas... A participação na igreja é boa quando é para rezar, a ortodoxia da Igreja gosta disso e muitos cristãos anónimos também. Estamos perante um mal geral, que ainda poucos ousam apontar.

José Ângelo Gonçalves dePaulos disse...

Padre José já há muito que abandonei papas, bispos, conegos, cardeias . Ó apóstolo Paulo fala em presbíteros e diáconos e diaconisas etc. Portanto, desta igreja outra coisa não esperamos se não a sumptuosidade, a majestade, a grandeza material , a autoridade exigindo submissão por parte dos súbditos. O papa é um monarca absoluto, mas eu não lhe ligo patavina. Tanto me interessa que ele venha ou não a Portugal. É mais um chefe de estado que visita o país. Nesse dia verei desenhos animados...

tukakubana disse...

Folgo em saber que não sou a única sexagenária que adora desenhos animados...Quando veremos uma banda desenhada "vaticana"? Ao autor do bolg: se não achar oportuno, não publique.

Susana Ramos disse...

A Igreja Portuguesa é feita por padres portugueses, com mentalidade portuguesa, que nasceram e cresceram na sociedade portuguesa.
Não se pode esperar que, diante duma adversidade, instantaneamente se reformule toda esta mentalidade de ostentação e insegurança que necessita do exterior para provar o interior que pode não ter-se!
Devemos, se calhar, agradecer a Deus a oportunidade de, neste tempo difícil nos voltarmos para Ele de modo mais insistente e particular e pedir-lhe a nossa conversão e a evolução da nossa mentalidade portuguesa.
Seja Benvindo sua excelência reverendíssima o Santo Padre. Que Deus o Acompanhe e nos ilumine.
Susana

mariahenriques disse...

Bento XVI, o papa que gosta de responder ás cartas enviadas pelos seus fiéis e que dá enorme atenção a todos quantos procuram entar em contacto com ele é para muitos , esses inclusivé, um papa muito simpático e imbuído de genuíno amor universal por todas as criaturas de Deus, claro que quando algém muito importante decide responder ás cartas dos seguidores , sabe-se que o amor aumenta para níveis mesmo muito confortáveis.

bento vem a portugal mas não dá missa em português e nem mesmo em italiano.vem dar-nos o seu latim.: http://bit.ly/bqr4IT