Convite a quem nos visita

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Voluntariado na Igreja Católica. Só para lembrar...

Desde 1985, a Organizações das Nações Unidas instituiu o dia 5 de dezembro como Dia Internacional do Voluntário.
Tendo em conta esta efeméride rendo aqui homenagem a uma multidão incontável de voluntários que na Igreja Católica se congregam quotidianamente para ajudar a levar adiante o bem em favor dos outros. Faço uma pequena lista dessa inumerável plêiade de gente que individualmente, em grupos, movimentos, associações se deixam conduzir por uma causa que sempre desafia o Evangelho de Jesus de Nazaré…
Eles são as/os catequistas que semanalmente reúnem as crianças, os jovens e os adolescentes para reflectirem e celebrarem a mensagem da salvação de Jesus Cristo. A educação da fé e a transmissão da mensagem cristã passa por este inumerável conjunto de pessoas que de forma voluntária assumem essa missão da catequese nas comunidades religiosas.
Toda a dinâmica da solidariedade/caridade cristã está entregue a grupos, conferências de São Vicente de Paulo e Caritas entre outros que se congregam para ajudar os mais infelizes deste mundo, os pobres.
A realidade da doença e da velhice encontra uma palavra noutro grupo enorme de pessoas que semanalmente visitam este mundo que ninguém quer saber, os doentes e os velhinhos quase abandonados nas suas casas. Alguns com família, mas que só se lembra deles quando morrem, a ver se deixaram dinheiro ou alguns bens que ainda prestem para serem literalmente açambarcados. É este grupo, os Ministros Extraordinários da Comunhão, que realizam um trabalho notável de ajuda com a sua palavra amiga e o consolo do sinal da fé, a Sagrada Comunhão.
Outro grupo ainda de voluntariado que a Igreja Católica congregam, são os diversos grupos de animação litúrgica, o canto. Aqui, então, a multidão não tem fim, porque são imensas as pessoas que despendem do seu tempo para ensaiar e animar celebrações religiosas com o imprescindível canto litúrgico ou religioso.
Apenas destaco estas áreas onde se pode ver claramente como o voluntariado é imenso e que não é atingido em nada pelas estatísticas oficiais. Cabe dizer-se a bem da verdade que este interessante voluntariado está bem ou mal movimentado pela Igreja Católica. Este voluntariado, é o mais anónimo possível, discreto e fora totalmente da mediatização que alguns organismos recentemente constituídos fazem passar para a opinião pública.
JLR
Imagem Google

2 comentários:

lucia disse...

Um dos temas do meu curso esse semestre: Voluntariado e 3º setor...o bom foi que descobri que tem voluntários e voluntários.... voluntários que envolvem-se em práticas caritativas, serviços na igreja sem conhecer os aspectos legais que amparam o serviço (lei do serviço voluntário nº 9.608, 8/03/1998)e só visando a caridade em nome da fé... e voluntários já bem informados, que juntam às praticas caritativas ao esclarecimento de direitos e deveres, o envolvimento político, o tornar-se cidadão pleno.... Para melhorar nossos trabalhos na igreja ficaria muito melhor se juntássemos os dois...concorda???

José Luís Rodrigues disse...

Concordo em absoluto cara amiga. Obrigado pelo contributo e pela prtiha de experiências. Isso enriquece-nos muito.