Convite a quem nos visita

sábado, 23 de maio de 2015

Fogo da palavra

Para o nosso fim de semana. Sejam felizes sempre sem prejudicar ninguém.
O espírito que não se vê
pinta os sons e a paisagem
nos tons multiformes das cores
que se inspira no quadro
dos campos onde caíram
todas as sementes do amor
cuja propriedade da terra
ofereceu para nós a estética das flores.

O espírito que não se ouve
faz ecoar a poesia da fé
que ressoa firme harmoniosa
pela sinfonia do abraço
que as mãos seguram
na firmeza que arde
até à eternidade.

O espírito que não se cheira
por nenhum aroma definido
pelos amigos dentro do fogo
no lugar que construímos
pela paixão.

O espírito que não se toca
nem se agarra por nenhum dono
é incontido e fecundo
como o tempo das sementes
dormindo engolidas pelo vento
nos beirais das casas novas e velhas
edificadas pelos tijolos
da liberdade.

Simplesmente o espírito misterioso
desde sempre em toda a criação
das coisas e das palavras
como o sangue que paciente
sem se ver
reanima as feridas pelos canais do ser.
José Luís Rodrigues

Sem comentários: