Convite a quem nos visita

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Comentário à Missa do Próximo Domingo

Domingo da Santíssima Trindade
19 de Junho de 2011
A comunidade divina
Quem é a Santíssima Trindade? Quando falamos da Santíssima Trindade, é do nosso Deus que falamos. O Deus dos cristãos é trinitário, isto é, constituído por três pessoas: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.
O Pai/Mãe, é Deus omnipotente incriado e que preside a toda a criação. O Deus Filho, é o enviado pelo Pai, revela o Pai plenamente e envia o Espírito Santo, que é o resultado do amor entre o Pai e o Filho. Isto é, mostra-nos o rosto verdadeiro do Pai. Um Pai/Mãe amoroso(a) que não desiste de salvar todos os homens/mulheres e que pacientemente espera pela remissão de toda a natureza humana (podemos lembrar aqui a famosa Parábola do Filho Pródigo).
O Filho, foi enviado pelo Pai para anunciar a Boa Nova da justiça ou da salvação de toda a humanidade, Ele é o rosto visível do amor que informa a Trindade. Será da boca do Filho que recebemos a promessa do envio do Espírito Santo, o «outro» Deus da Trindade.
O Espírito Santo, é aquele que vem depois de Jesus para acompanhar todas as acções humanas em favor da causa de Deus. Ele é o Espírito da verdade. Ele nos guiará para a verdade plena. Porque o Espírito Santo, pode ser definido como aquele que unifica as três pessoas da Trindade, Ele é o nome do amor de Deus.
A celebração da Santíssima Trindade, abre-nos caminhos para o exemplo de como podemos e devemos viver. Ninguém se realiza sozinho. Cada um de nós só é capaz de futuro, se acolher a riqueza da dimensão comunitária da vida humana. O que seria da nossa existência se não fossemos capazes de reconhecer a importância da vida dos outros para a nossa realização pessoal? Está mais que provado que ninguém é capaz de viver totalmente isolado, todos necessitámos de ser e viver em comunidade.
A Santíssima Trindade, é antes demais uma verdadeira comunidade. A comunhão é o seu elemento principal, por isso, não nos surpreende a expressão de intimidade de Jesus: "Tudo o que o Pai tem é meu". Esta formidável riqueza de comunhão serve de exemplo ou revela-se como desafio para a nossa vida de cristãos e para todos os homens/mulheres de boa vontade.
Como enquadrar o mistério da Santíssima Trindade na nossa vida concreta? - Sim falamos de mistério, porque, por mais que se diga, por mais que se faça e por mais que se acredite, a Santíssima Trindade será sempre o mistério dos mistérios. Pois, não serão os pensamentos e as palavras humanas que traduzirão o que é e o que representa este mistério. Assim sendo, mais do que dizer deste mistério, o melhor será fazer silêncio diante Dele. Este é um mistério mais para ser contemplado do que para ser dito ou mostrado. É um mistério inefável, próximo e distante ao mesmo tempo, que nos envolve. Esta formidável riqueza de comunhão serve de exemplo ou revela-se como desafio para a nossa vida de cristãos e para todos os homens de boa vontade.
JLR

1 comentário:

José Ângelo Gonçalves de Paulos disse...

Padre José Luis mais outra carta magistral a qual anuncia um Deus Trino que é comunidade aberta entre mulheres e homens em comunhão hj com todos os seres que Deus dispôs a todos nós para usufruírmos dessa magnânima Familia:humanos,terra e mar, rios e fontes, plantas, peixes, animais domésticos e selvagens.Tal como dizia S.Francisco de Assis no Cântico das Criaturas. Foi talvez S.Francisco o que melhor decifrou esse mistério da Santíssima Trindade ,porquanto pôs todos os seres em contacto uns com os outros.Sem dúvida que um Mistério com o qual a nossa fé se enriquece, e bendiz a riqueza de sermos filhos de Deus :Pai/Mãe.Tem uma fonte literária e ecologista muito importante para os dias de hoje. Deus do Oikos. Do Ecumenismo, da Economia e da Ecologia.Vem,Tridade Santissíma. O Deis na nossa GAIA.