Convite a quem nos visita

sábado, 11 de outubro de 2014

Malala

Para o fim de semana. Sejam felizes sempre sem prejudicar ninguém...

Texto que se faz homenagem a todas as crianças do mundo, especialmente, as que a loucura humana converte em obejcto de exploração desenfreada. Mais ainda acrescento a este sublime exemplo a lembrança de tantas crianças e adolescentes que andam para aí a gastar a sua vida no fumo, no álcool, no consumo de estupefacientes e na prostituição. Que Malala seja o nome de todas as crianças do mundo, contra a barbárie, o fanatismo, a intolerância e todas as loucuras que fazem friamente da carne humana um negócio horrendo.  
Disse Malala aos surdos ouvidos do mundo:
«Uma criança, um professor, uma caneta e um livro podem mudar o mundo. A educação é a única solução. Educação antes de tudo». E «Não podemos ser bem-sucedidos quando metade do mundo é reprimida». (Malala Yousafzai Discurso na ONU a 12 de Julho de 2013, o dia em que completou 16 anos).
A criança gigante que desponta
Malala do silêncio que anuncia a paz
mesmo que as balas terroristas
cortem a carne e os desejos
que os talibãs feriram
nos cantos das casas.
Por mais que espalhem sangue
e outras crianças feridas da fome
do amor
diz Malala ao mundo
que morreu a fraqueza
o medo
porque das cinzas molhadas do sangue
nasceu a força
o poder
e a coragem nas flores da esperança.
Brava Malala símbolo
resistente da intolerância estúpida
e do fanatismo mortífero.
ó pequenina criança
frágil que se agigantou indignada
como eco contra a injustiça de um país
e o mundo inteiro
que se descansa sereno
porque parece longe
a morte de uma criança anónima.
Pode não ser mais assim
se o mundo vencer o medo
e mesmo que debaixo das balas
Disser Malala tu és a luz da paz.
José Luís Rodrigues

Sem comentários: