Convite a quem nos visita

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

A banalização do mal

Um texto muito importante e que todos os educadores não devem perder... Para ler na íntegra AQUI
Destaque: "Não se trata de moralismo, não… porque se há coisa de que não gosto é de fundamentalismos e visões simplistas de fenómenos complexos. Trata-se, na minha opinião, da defesa de uma civilização e de um modelo educativo que se baseie na paz e na resolução pacífica dos conflitos. Não basta dizer “Je suis quelque chose” ou contar histrionicamente a história dos portugueses que escaparam à matança de Nice, comover-se com a porteira de Paris ou dizer que “há anos até estive na estação de metro de Maelbeek, imagina do que eu escapei!”, ou “até estive perto do centro comercial Olympia quando fui ver o estádio do Bayern”, e depois deixar que os nossos filhos se habituem - no mundo virtual/real em que já vivem grande parte da vida - a manipular o mal e, pior, a “ganharem pontos” com isso".

Sem comentários: