Convite a quem nos visita

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

O Rabino

Era a véspera do Yom Kippor, o dia da reconciliação para os judeus. Toda a comunidade do rabino Moisés estava reunida na Sinagoga para a oração. Mas faltava um rabino. Todos sabiam que mesmo que o rabino se atrasasse, era preciso começar a oração pontualmente. Era esta norma que ele tinha dado. Como não chegava, a comunidade começou a rezar, pedindo perdão a Deus. Finalmente, apareceu o rabino e todos quiseram saber o motivo do atraso. Ele explicou: - Quando vinha para a Sinagoga, ouvi uma criança a chorar. Ao entrar em sua casa, encontrei-a sozinha. A sua mãe tinha vindo rezar para a Sinagoga. Fiquei a brincar com ela até que adormeceu cansada. Esta foi hoje a minha oração. Desculpem o atraso.
Para fazer pensar:
* Este conto é parecido com a palavra do bom Samaritano. Tem uma sabedoria muito interessante. Antes a entrega à vida e depois o cumprimento da devoção. Primeiro o bem das pessoas depois os preceitos religiosos. Quando a vida está em primeiro lugar a vida toda torna-se a melhor oração que se pode fazer a Deus.
* É na prática da vida que se mostra a Deus o quanto se obedece à Sua Palavra. «Amar como Jesus amou», deve ser o lema de todo o cristão.
* A oração serve-te para praticar o bem? A escuta da Palavra de Deus serve para praticares melhor o bem em favor de todos?
Nota da redacção: Serve esta pequena história para todos aqueles e aquelas que se inquietam com o não cumprimento das regras religiosas por falta de tempo, porque usaram esse tempo a cumprir as suas responsabilidades em favor dos outros...

2 comentários:

tukakubana disse...

História singela, profundamente Cristã em que a atenção dada ao outro prevalece. Primeiro as obrigações, depois as devoções.

Maria-Portugal disse...

Lembra-me este relato o q aconteceu com S.Vicente de Paula e umas irmãs da sua Ordem.
Iam apressadas para a missa quando apareceu um pobre que pediu o seu socorro.
Elas esquivaram-se dizendo q tinham pressa porque queriam chegar a tempo à missa.
Mas S.Vicente que estava pesente disse-lhes:
Irmãs.Atendei o pobre primeiro.Por vezes há que escolher Deus a Deus...