Convite a quem nos visita

sábado, 21 de julho de 2012

Um recado….


A foto que o Dnotícias publica hoje na edição impressa, merece o seguinte comentário... Cheios de esperança, vamos adiante e tenhamos a certeza que sempre será possível renascer das cinzas...
«Não tenho milagres para te dar. Mas tenho milagres para te propor.
Não tenho milagres para te fazer. Mas há milagres que podem acontecer entre nós.
Se tiveres Fé, acontecerão milagres. Se tiveres Fé... em ti, se calhar, sobretudo em ti... Às vezes gostava que tivesses menos crenças acerca de mim e mais Fé em ti mesmo e do que nós podemos fazer juntos!
Pediram-me para te dizer do que eu sou capaz... há 2000 anos que me pedem isto... há 2000 anos que não respondo. Vou-te dizer do que tu és capaz comigo, vou-te lembrar aquele refrão tão repetido: “A tua Fé te salvou... a tua Fé te salvou...”
Assentas os pés na Esperança que te proponho, e em verdade em verdade te digo que estarás a condenar à morte os medos que te habitam. O medo é a noite da alma, a cegueira dos sentidos.
Se me deixas amar-te de verdade reencontrarás a tua dignidade mais profunda, tantas vezes esquecida, ganharás ânsias de liberdade e aprenderás de novo a soletrar o teu Nome, mais novo, mais inteiro, mais intenso...
Descansa na meditação do meu amor por ti, repousa na contemplação das minhas parábolas e faz-te aos papéis todos do evangelho em que couberes, e perceberás que estará a nascer dentro de ti uma torrente de libertação e de cura interior... O que era antigo passou, nós somos capazes de fazer juntos coisas novas! Findou o tempo da servidão. Hoje é dia de Nascer.
Nada em ti me assusta, nada de ti me repele. Conheço-te tanto quanto te amo e vejo-te tão bem quanto te quero. Por isso é que não deves preocupar-te comigo... não quero nunca estar na tua vida como motivo de preocupação ou de angústia, mas dar-te a Paz. Vinde a mim os que andais cansados e atribulados, que eu vos aliviarei... Porque tudo em mim é suave, tudo em mim é leve, e não tenho para te colocar sobre os ombros outro peso que não o do meu braço estendido amorosamente sobre ti, como o braço do esposo sobre a sua esposa. Outro cargo não tenho, outro peso não trago. Confia em mim.
És maior que todos os teus pecados. Nada nem ninguém te poderá separar do meu amor. Não está ao teu alcance a possibilidade de eu deixar de te amar!
Prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te sempre, na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, todos os dias da nossa vida...
É uma proposta simples, esta coisa da Fé... vivermos a dois as nossas vidas. É um trato simples: eu não me entender sem ti, e tu não te entenderes sem mim! Preparo o dia em que isso ficará finalmente claro para ti, sem outras complicações nem paleio: que a Fé é uma história de amizade, vivermos a dois todas as coisas. Preparo o dia em que vou finalmente segurar-te o rosto entre as mãos e dizer-te só com os olhos: “A tua Fé te salvou! A tua Fé te salvou do peso dos dias e da fatiga da tristeza! A tua Fé te salvou da indiferença mais homicida e da impaciência que violenta! A tua Fé te salvou do desespero e dos maus agoiros da superficialidade! A tua Fé te salvou!”
Entretanto, renovo a promessa, como uma jura: “Eu estarei sempre convosco. Eu estarei sempre convosco! Chego, vencendo as portas e janelas fechadas de alguns corações, para presentar a Paz e a Energia do Espírito: Recebei o Espírito Santo... A Paz esteja convosco... A Paz esteja sempre convosco, porque eu estarei sempre convosco!”
Não tenho milagres para te dar. Mas tenho milagres para te propor.
Não tenho milagres para te fazer. Mas há milagres que podem acontecer entre nós.
Com carinho, o teu irmão, Yeshu ( Jesus )».
De P. Rui Santiago cssr     

Sem comentários: