Convite a quem nos visita

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Um nada que se expande no bem e no mal

Para o nosso fim de semana. Sejam felizes sempre sem prejudicar ninguém.
Somos nada
que se vangloria
do poder todo do mundo

É miséria incontida
que mata toda a espécie
de bichos que resistem
à língua e aos dentes
cerrados depois de mastigarem
a carne rompida pela bala
e cerce pela faca do sangue
do corpo inerte e frágil
sobre o caixão do universo
de um coração morto sobre as tábuas
da minha perplexidade

Se fôssemos sérios
humanados à saciedade
ninguém morria por ódio
e todos pela palma da mão
liam a paixão do amor
contando os dedos todos
no olhar paciente
pela amizade inteira
sem mentiras
e sem fingimento
José Luís Rodrigues 

1 comentário:

Isabel Abreu disse...

Boa tarde Sr. Padre José Luís
Belíssimo prato neste Banquete da palavra. Que a sobremesa seja recheada com frutos de paixão e amor fraterno, que saciem a nossa fome de amizade inteira, sem mentiras e sem fingimento.

Grata por ser comensal neste Banquete da palavra.
Com amizade e estima
Isabel