Convite a quem nos visita

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Os santos são todos esses heróis anónimos

1. Hoje é dia de Todos os Santos e na gíria popular o dia do "Pão Por Deus". Também ainda se conhece este mês como o "mês das almas". Vamos por isso neste texto procurar dar sentido à santidade que deve acompanhar a vida de todos e de cada um. É óbvio, que a palavra santidade tem uma conotação cristã, mas não é por isso, que não se possa proclamar para todos os valores que este vocábulo encerra. 
O povo sente muito profundamente a realidade dos santos e dos defuntos. Por um lado, com Todos os Santos, evocam-se todos esses heróis anónimos da Igreja que mediante a sua fé em Cristo e no Seu Evangelho deram a vida pelo serviço dos outros. 
Por outro, com Todos os Fiéis Defuntos lembramos outra multidão ainda maior, todos os irmãos que nos precederam já falecidos, que se encontram no lugar de Deus ou ainda não. 
O "Pão por Deus", evoca uma outra realidade da vida, um sentido outro na busca da partilha como obra de amor pelos desafortunados deste mundo. Deixemos por estes dias o nosso coração ser tocado pelo mistério e depois face ao silêncio de Deus deixemos a nossa alma descansar nos prados verdejantes do seu amor infinito.
2. Inspirado pela felicidade das Bem-aventuranças, o Papa Francisco afirmou que Jesus «nos deixou o critério pelo qual seremos julgados: estaremos com Ele na vida eterna se formos capazes, durante a nossa vida terrena, de reconhecê-lo no pobre, no indigente, no marginalizado, no doente e no sofredor. Enfim, a Nova Aliança consiste justamente em saber reconhecer que Deus nos abraça com a sua misericórdia e compaixão em Cristo». 
A santidade está na expressão dessa bondade, misericórdia e compaixão todos os dias da nossa vida, pelas atitudes concretas. Ser santo é não esquecer nunca que a fé sem obras, é está morta.

Sem comentários: