Convite a quem nos visita

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Exposição de primeiras páginas de jornais madeirenses

No Solar do Ribeirinho em Machico está patente uma exposição de primeiras páginas de órgãos de informação que existem ou existiram na Madeira.
É deveras surpreendente a panóplia de jornais, revistas e boletins informativos que a Madeira já tive. A começar pelos nomes vamos logo ficando boquiabertos pela surpresa.
O meu toque de ressonância neste espaço sobre esta exposição não se prende só exclusivamente pelo interesse que uma exposição deste teor desperta, mas também por não ter encontrado nesta exposição o católico Jornal da Madeira, nem uma página que seja dos tempos em que era Jornal da Madeira mesmo, pertença única da Igreja Católica da Madeira nem muito menos depois, quando passou a ser o órgão oficial do partido Social Democrata da Madeira e do Dr. Alberto João Jardim.
Porém, fiquei deveras espantado, porque encontrei o «nosso» jornalinho «Areópago» que sobreviveu, para desgosto de muita gente, pelo menos um ano. Os ataques velados e declarados contra esta publicação foram tantos, que não deu para viver muito tempo. Porém, ficou para a história e está lá bem destacado na exposição do Solar do Ribeirinho, mas o Jornal da Madeira não está. Ainda me indaguei sobre o que se teria passado, disseram-me que estava na primeira página do JM-Madeira. Realmente, pensando bem, tudo continua tão igual que apenas mudaram os nomes e, infelizmente, não foi só o título do Jornal da Madeira.
Quem puder e tiver tempo que vá até Machico e aprecie esta exposição, verá que há muito para se surpreender e meditar sobre a nossa história, o nosso presente e já agora sobre o nosso futuro. 

1 comentário:

Lourenço Freitas disse...

Olá, Pe. José Luís. Não encontrou o Jornal da Madeira na exposição do Solar do Ribeirinho,nem o Diário de Notícias.
No painel à entrada informa que a exposição apresenta apenas jornais nascidos depois de 1976, ano da instituicionalização da Autonomia Politica e Administrativa. A expo intitula-se 40 anos da Autonomia -40 Jornais.