Convite a quem nos visita

segunda-feira, 1 de maio de 2017

O mundo trabalho está em viragem

1. Ainda não sabemos como será o futuro no domínio do trabalho humano. Hoje sabemos que ele é importante para a realização humana, para o sentido da vida e para que cada ser humano ganhe com a sua vontade e criatividade o sustento necessário à sua sobrevivência. É deveras importante para ser pessoa ter um trabalho digno onde cada um expressa o seu saber, a sua dedicação e o quanto é necessária a sua ação para fazer mover o mundo e a vida. O trabalho dá sentido à vida. O trabalho embeleza o mundo e serve para fazer sorrir as comunidades humanas, as famílias e cada pessoa individualmente.

2. Quando a escassez de trabalho se faz sentir, emerge a tragédia do desemprego que faz mergulhar a sociedade na depressão, na crise e no desespero quem passa para a condição da inatividade e do desemprego.

3. O futuro do trabalho tal como o concebemos parece estar envolto numa nebulosa de incerteza. Não quero tomar esta incerteza como alimento de pessimismo catastrofista em relação ao futuro. Com o início da Revolução Industrial, muitos se inquietaram e ninguém foi capaz de prever como seria o trabalho e o emprego nos anos subsequentes, mas a humanidade evoluiu e criar um mundo novo cujo bem estar humana e a qualidade da vida foram as consequências mais extraordinárias.

4. Também hoje estamos com os mesmo sentimentos face à revolução tecnológica que se avizinha e que em muitos domínios da vida humana está aí bem perto de nós. As máquinas começam cada vez mais a substituir as mãos humanas. Tanta coisa coisa que se faz hoje que antes requeria uma porção enorme de braços, mas hoje bastam apenas alguns e nalguns casos nenhuns. Logo se vislumbra mais inatividade humana e mais desemprego. Daí que muito jovens hoje se perguntam para que estudam tanto, para que se prepararam tanto universitariamente falando a contento de tanto sacrifício pessoal, familiar e da sociedade para depois ficarem desempregados, embora carregados de títulos académicos inúteis... É dramático.

5. Mas, em todo o caso, devemos continuar a apostar da educação/formação fortemente. Porém, requer-se dos jovens todo o cuidado nas escolhas que fazem ao nível da formação. Devem especialmente e quase obrigatoriamente ter em conta uma formação com vertente tecnológica bem vincada. Este será o futuro e como em outros momentos da história não devemos temer o que vier, antes de qualquer pessimismo devemos iluminar o coração e a alma com a esperança, para que prepararemos convenientemente esse futuro para todos e com todos.

Sem comentários: